sábado, 27 de janeiro de 2018

Say "Cheese" !

"O prazer da comida é o único que, desfrutado com moderação, não acaba por cansar."




Nunca escondi que sou gulosa.

Tenho os meus petiscos de eleição. Gosto de doces bem confeccionados, mas perco-me por queijo. Qualquer queijo. Todo o queijo.
O meu pai era de Castelo Branco. Lá em casa havia sempre queijo. Queijo tipo rabaçal de boca cheia, queijo picante ( o famigerado queijo chulé), queijo conservado em azeite aveludado e suave, queijo tipo Nisa, mais seco e fantástico e queijo tipo Serra para comer à colherada , simplesmente fabuloso . 

Para mim, desde que haja queijo, está-se bem.

Ou pelo menos estava-se

Não me lembro de não ter queijo para comer sempre que me apetecesse.
E apetecer, apetece sempre, mas diz que não.

Com o avançar da idade tornamo-nos mais serenos, mais calmos, mais ricos em saber e em saber que ganhámos candura, temperança,  conhecimento e peso.
O peso, não é apenas o dos anos, é mais o do que o esqueleto suporta e comporta e toda uma série de óbices que traz por acréscimo.

HDL, LDL, VLDL, TOTAL... totalmente   dessincronizados...

Drogas, chás e dietas... eu... a ... fazer... dieta !!!!

Tudo light e com moderação... pois sim.

Alguém já provou queijo limiano light ? Daquele que não se sabe bem se  estamos a comer o queijo ou a embalagem de plástico ? Não ? Então provem e digam de sua justiça.
Alguém já provou qualquer queijo digno do nome em versão light que não soubesse a PVC fatiado?
E leite magro? Parece a aguada de cal, com que a minha avó caiava a chaminé. Não tem sabor nem odor... é tudo menos leite.

Este ano de 2018 é o ano da "Grande Mudança". Deixarei de ser uma cinquentona enxuta e passarei humildemente à condição de sexagenária.
A Grande Mudança vai chegar sem qualquer alteração, se Deus quiser. Mudarei muito pouco ou nada na minha vida. Seja pela efeméride, tampouco pelas gordurices. 
Não vou comer coisas light nem PVCs ou esferovites.

Para tudo é preciso moderação e eu sempre soube quando era preciso parar, mas vou deixar as alfaces para os grilos e as sementes para os passarinhos: tenho um queijo de Azeitão à minha espera que é um mimo.



 
 

 

  

18 comentários:

  1. Adoro queijo. Poderia viver de pao e queijo. : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também :) :)
      Fazia um menu de queijos vários para as mais diversas ocasiões :)

      Eliminar
  2. Confesso que sou um bom garfo. Gosto de toda a espécie de queixo menos um pouco daquele que cheira a cholé... Mas também como, lool
    .
    * Doce paisagem do teu sorriso, qual azul do Mar *
    .
    Votos de um fim de semana muito feliz.
    Boa tarde

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se o queijo não cheirar a queijo é falsificado, Gil :) :)

      Eliminar
  3. Ahahahah, ó se eu gostei de ler este seu texto, a parte do queijo light e do leite magro, tem toda a razão, já provei tanto de um como de outro e é um completo assassinato àquilo que é bom, neste caso, refiro-me só ao queijo porque leite deixei de beber há uns anos, não me dou bem com leite. Agora, queijo Serra da Estrela em modo amanteigado, podia quase fazer parte da mobília cá de casa. É excelente.

    Adoro queijo, quase todo o tipo de queijo. Neste Natal ofereceram-me, ali da zona de Piodão, um queijo e uma garrafa de licor caseiro, o queijo era seco, salgado, mas simplesmente maravilhoso. Sendo comido em modo pontual, não fará muito mal na parte de ser muito salgado. Entretanto e felizmente não tenho problemas de peso, cinquenta, cinquenta e poucos quilos dá para fazer disparates de quando em vez.. E também estou consigo, dietas, não seria capaz. Nunca fiz uma dieta na vida, apenas vou tendo cuidado com as quantidades.

    Tenha um bom fim-de-semana :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sou um cromo com os queijos, Maria. Quem me quiser ver num supermercado , sou a pessoa que anda a cheirar os queijos da Serra.
      Se não cheirar a queijo, é batata e não compro.
      Como com consciência a maior parte das vezes e inconscientemente muitas outras, que é na realidade quando me sabe melhor.

      Eliminar
  4. Quejo é sempre rei no meu pequeno-almoço
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por aqui é pequeno almoço, almoço, jantar, lanche e ceia :) :)

      Eliminar
  5. Como dizia a nossa Beatriz Costa "prova de tudo e não comas de nada"...
    Também adoro queijo. Como com moderação...
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu infelizmente ou então não, provo e como. :D
      Boa semana Graça.

      Eliminar
  6. Conhece Amesterdão?
    Se gosta de queijo tem que ir visitar.
    Um paraíso para os amantes de queijo, não é só de marijuana.
    Boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conheço bem Amsterdam , Pedro. Tenho família em Amstelveen.
      Sou apaixonada pelo Gouda oude. Por cá há uma marca importada menos má. Costumo comprar do normal para substituir o cheddar no meu mac & cheese ou no fondue com gruyère e emmenthal.
      Boa semana !☺

      Eliminar
  7. Queira desculpar, mas aqui o Patife só conhece um prazer que não acaba por cansar. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "O corpo de um homem foi encontrado em Hamburgo coberto de queijo e vestido com uma série de collants, um fato de mergulho e uma gabardina. O homem estava em frente a um aquecedor: quereria que o queijo derretesse no seu corpo enquanto tentava chegar ao orgasmo". In Delito de Opinião

      Era o queijo, meu Deus , era o queijo... :D:D:D:D:D

      Eliminar
  8. Queijo e vinho branco, e por mim até pode vir o holocausto nuclear

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo que não haja vinho branco, pode haver tinto... ou verde... ou cerveja... o queijinho é que é insubstituível, Luís :D :D :D

      Eliminar
  9. Há por aí uma marca fantástica de queijo magro que não sabe a plástico - mas também não me lembro a que é que sabe, pois enquanto me explicavam limpei o queijo de cabra.

    Se descobrir a marca, convide-me para o lanche e fale-me do assunto...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma das minhas resoluções de Ano Novo foi acabar com o queijo magro seja ele qual for, Sarin.
      Deve ser uma das poucas, senão a única que me acho capaz de cumprir na integra. Só me lembro de uma outra resolução que cumpri escrupulosamente até hoje.
      Há 10 anos decidi não fumar mais no dia 31 de Dezembro. Quando penso em cigarros tenho que me convencer que estou ainda a 1 de janeiro :D :D :D

      Eliminar

É aqui que me mandas dar uma curva