terça-feira, 2 de setembro de 2014

Viver a Fábula - Parte 2 - Caminhamos ?

"Ficar perdido é o único lugar que vale a pena ir." 
 Tiziano Scarpa 



Em Veneza a vermelha,
Nenhum barco aparelha;
Nem pescador, no mar,
Se vê pescar.
Só, sobre o cais sentado,
Vela o leão do Estado,
Que ao horizonte adianta
A brônzea planta.

Alfred de Musset





Os sonhos da primeira adolescência, a da descoberta física, aquele curto espaço de tempo que nos definirá emocionalmente, por ser sem dúvida o período mais marcante das nossas vidas quando as alterações psicossomáticas se anunciam e mais se evidenciam, o imaginário dos nossos sonhos púberes é aquele  que fará sempre parte da aura rebelde daquele eu que moldámos e continuamos a ajustar continuamente. 

Cruzaremos todas as encruzilhadas do nosso trajecto, esculpiremos a nossa personalidade entalhando cada ruga do nosso carácter com fino cinzel, amadureceremos as vontades e o pensar, mas os sonhos, ah! os sonhos , esses continuam lá, onde os deixámos, inalteráveis e irrequietos, fazendo cabo de guerra com o tempo.


Chegado o momento, é pormos a vida em ordem e dar-lhes corda.

É fechar os olhos e dar o tal salto de fé.



















É um privilégio perder-se em explorações no berço do explorador e achar-se a pisar o mesmo chão,  olhar os mesmos espelhos em cada esquina, sentir a mesma luz bailar em reflexos líquidos de estrelas mil e deixar-se emocionar pelo esplendor.


                 

42 comentários:

  1. Que bom, sempre te ler e ver as maravilhosas fotos! Adorei! bjs, tudo de bom, lindo setembro! chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Chica, mil obrigados, um forte abraço e centenas de beijos.

      Eliminar
  2. Boa tarde
    Fabulosas fotos de uma cidade maravilhosa, gostei muito de ver.


    Obrigada pelo seu carinho

    beijinhos e um dia feliz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Cidália, agradeço a doçura e a simpatia: conjugam bem com a sua escrita.
      Um beijo grande, grande :)

      Eliminar
  3. Adorei as fotografias, estão lindas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cansada, mas feliz! Não é para mais e ainda faltam alguns posts.
      Beijinho Andreia, minha querida e obrigada. :):)

      Eliminar
  4. Tão lindo, velha amiga, amiga velha, minha querida. Estou tão feliz por ti. Porque eu sei.
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei que tu sabes e fico feliz por ti, por estares feliz por mim, querida velha amiga velha.
      Mil beijos.

      Eliminar
  5. Gostei de Veneza quando a visitei. Gostava de regressar, para por lá passear mais um pouco. Beijocas, D. :-)

    R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É literalmente uma perdição, querido R. Perdi-me umas oitocentas e tal vezes, sei lá, :):):), mas é nisso que reside a beleza da cidade, perdermo-nos nela.
      Mil beijocas para ti, meu querido !!

      Eliminar
  6. Adorei esse belo passeio através de suas lentes fotográficas.
    Quando adolescente, sonhava em conhecer Veneza, pelo romantismo que circundava a cidade, mas esse sonho perdeu-se no tempo, sendo substituído por outros.

    Obrigada pelo carinho da visita. Adorei revê-la por lá.

    Que setembro seja portador de lindos e felizes dias para você.

    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Vera Lúcia. Desejo que se encontre em paz e bem consigo, na medida do possível.
      Nunca devemos desistir dos sonhos, sabe?. Podemos deixá-los em standby, mas desistir não é opção. A opção é esperar o momento certo.
      Beijos, querida

      Eliminar
  7. Imagens encantadoras e nada como passear assim: meio solto ao vento,clicando nas coisas que achamos bonitas e que nos tocam! Muito linda sua postagem! bjs,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Anne. A beleza está nisso mesmo: perdermo-nos e voltarmos a nos encontrar num recanto, num reflexo...
      Beijinho , querida amiga

      Eliminar
  8. Locais inalteráveis, desafiando a eternidade, na semelhança dos sentimentos vividos ou sonhados, mas temporais.
    A casa é a mesma, mas o interior, a decoração é diferente.
    Cá por fora, resta ainda um pouquinho daquele perfume juvenil e inocente.
    Ai, Veneza!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou talvez o exterior se deteriore mais facilmente com as fricções dos elementos, conforme o tempo passa, e o interior, apesar das mudanças obrigatórias, ainda alberga os perfumes que os anos não conseguiram alterar. Reboca-se a fachada porque a construção é sólida, mas o animo, esse vem de dentro, tal como o brilho, Xico. :):)
      Um grande , grande abraço

      Eliminar
  9. Fabuloso post que retrata Veneza uma esplêndida reportagem fotográfica. Amei!
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Daniel. Melhor do que ver com olhar, é sentir, viver, perder-se e a achar- se. Adorei Veneza. Adorei o que virá nos próximos posts. Vivi o meu sonho. Amei a fábula.
      Um grande abraço amigo. :):):)

      Eliminar
  10. Oi amiga
    Um passeio fantástico através do olhar da sua fotografia. E os sonhos?... Adormecidos por enquanto aguardando o momento certo da realização minha flor.
    Beijos com carinho minha amada amiga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os sonhos vão sendo despertados como a Bela dos contos de fadas, com um beijo de amor, e depois há que vivê-los com toda a intensidade .
      Obrigada Gracita, minha querida.
      Um grande beijo. :)

      Eliminar
  11. Respostas
    1. Viva, Ricardo, obrigada :):)
      Aceito a sugestão. Já alterei. Gosto desta versão. Excelente opinião, ou não fosse ela a de um connoisseur :):)
      Abraço amigo.

      Eliminar
  12. Respostas
    1. Absolutamente, Marcos. Hei-de lá voltar, para me voltar a perder. :):):):)

      Eliminar
  13. Fotos maravilhosas! Esta era a cidade com a qual eu sonhava desde a minha adolescência. Nunca lá fui, mas ainda não perdi a esperança! Alem disso também adoro a língua italiana.
    Quero ver o que mais estará para vir! :-)
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É como digo, Laurinha, guarda o sonho que o momento chegará. O meu chegou. Foi o sonho do meu sonho, tão real, tão palpável, tão bom !
      ( Gostava que me ouvisses a italianar :):):):):):):) )
      Beijos, querida :):)

      Eliminar
  14. Belas imagens e textos profundamente lindos e expressivos!
    Sorrisos e estrelas no teu caminhar,
    Helena

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva, Helena, bem-vinda :)
      Obrigada! :X

      Eliminar
  15. Belíssimas fotos, acompanhadas de um excelente e vibrante texto. A tua bela narrativa repleta

    do teu olhar poético, nos proporciona viajar também.

    "Sonhar é acordar-se para dentro." (Mário Quintana)

    Bjos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, Suzete. É acordar aos poucos, devagar, para não nos afogarmos logo na alegria que nos corre dos olhos, incontrolável bailarina de pas de deux, que junto com o teu sonho protagonizam um bailado extasiante e te elevam a alma á estratosfera das sensações.
      Um grande, grande beijinho. :):)

      Eliminar
  16. Belíssimo texto, D...
    Há sonhos que só aguardam a sua vez. Foi desta!
    Sobre a reportagem fotográfica, reitero o que fui dizendo no FB: FANTÁSTICAS!
    Viajámos contigo...
    BJO :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes, EU, cada vez que fotografava, guardava aquele pedacinho de vida, aqueles minutos dourados, não só para reviver o que vivi, mas para poder explicar os quadros que as palavras não conseguem pintar. Captar aquilo a que chamei Colore e Luci, só com o mais enganador dos sentidos, mas garanto que se máscaras havia, não deparei com elas fora dos escaparates. Veneza é genuinamente bela e autêntica.
      Um beijo cheínho de amizade, minha querida. :)

      Eliminar
  17. Uma das cidades que ainda não conheço e que tenho mais curiosidade em conhecer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não recomendo Agosto... Gente demais. Só por isso.
      Vá e perca-se por lá. A verdadeira magia de Veneza reside em nos deixarmos levar por ela, Pedro. Em cada viela estreita e escura, uma surpresa e um suspiro. E depois, quem tem boca, vai a qualquer lado, e os venezianos são surpreendentemente afáveis. :):)
      Abraço, grande.:):)

      Eliminar
  18. Verdade. Perder-se é o caminho. Magnifico Portfólio de Veneza, MDRoque.
    Parabéns. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva, JM, obrigada !
      Hei-de voltar a perder-me. :) :)

      Eliminar
  19. Em primeiro lugar quero dizer que as fotografias estão belíssimas. Veneza... sonho de tantos inclusive meu...
    Um dia estarei a explorar as magias que este lugar abriga!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Recomendo, Malu! Vá, perca-se na magia da cidade. Vai adorar.:):):)

      Eliminar
  20. Revi-me em cada um desses locais. Já estive em Veneza e fui lá muito feliz. Grande escolha :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu perdi-me por lá todos os dias. Faz parte da magia. Estou danadinha para voltar e me voltar a perder. :):)
      :X

      Eliminar
  21. Um dia entrei com meu primeiro blog.
    Sem imaginar construia
    um cantinho onde viesse habitar estrelas e cometas.
    Na minha vida muita coisa mudou
    Desse dia
    em diante passei a ser Fonte de Amor.
    Nome dado ao meu primeiro habitar.
    Quanto mais o tempo passava
    amizades lindas fui encontrando.
    Outros habitar fui construindo
    até entrar com o blog que mais
    tarde eu daria nome ao meu primeiro livro.
    Agradeço a Deus por tamanha conquista.
    Hoje venho comemorar
    com você mesmo atrasada meu aniversário.
    A lembrança desse dia deixei na
    postagem coso gostar ofereço com muito carinho.
    Um abençoado final de semana.
    Paz ..amor..Evanir.
    Os lugares mais lindos que pude ver
    deve ser maravilhoso morar cercado de água.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Primeiro que tudo, os meus mais sinceros parabéns por mais um aniversário, Evanir. Que conte muitos, com muita saúde e paz.
      Agradeço as suas esmoeres encantadoras palavras.
      Um beijo amigo cheio de carinho. :)

      Eliminar

É aqui que me mandas dar uma curva