quarta-feira, 13 de agosto de 2014

The Big Sleep






And then came the Big Sleep



[...] Nesta curva tão terna e lancinante 


que vai ser que já é o teu desaparecimento 


digo-te adeus 


e como um adolescente 


tropeço de ternura 

por ti. 

Alexandre O'Neill





                                                                  Lauren Bacall 1924-2014





Vivian: You've forgotten one thing. Me.
Marlowe:What's wrong with you?
Vivian: Nothing you can't fix.






                                    




Acabei de saber que perdemos também Emídio Rangel, um dos grandes nomes do jornalismo nacional.. tanto na rádio como na TV. De Angola a Portugal, da SIC à RTP, da Comercial à TSF, a sua passagem marcou a informação nacional de um modo isento e positivo.
Este Agosto de 2014 parece determinado a varrer com o vento forte que trouxe,  muita gente boa que marcou uma era e se elevou pela sua acção positiva e galvanizante, acima da vulgaridade que grassa como uma erva daninha que não se consegue exterminar.

Estou a tornar-me numa redactora de obituários e isso é tétrico e negativo, confere-me a aura pardacenta de uma pessoa lugúbre, tenebrosa, cabalística e carpideira.

Nestes tempos conturbados em que nada tem valor, se não chorarmos os valorosos, o que dirá isso mesmo de nós próprios aos do porvir?



                        Emídio Rangel  1947-2014


Apalaudamos a sua vida

16 comentários:

  1. Tenho muita pena do Emídio Rangel, um homem talentoso e que ainda podia fazer muita coisa. Quanto à Lauren é uma morte mais natural, a vida de todos nós tem sempre um fim. E depois ela ganhou com o seu talento o direito à imortalidade.
    Que os dois repousem em paz.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade Elvira. O fim chega sempre, para uns mais cedo do que para os outros. Ambos merecem ser recordados por serem bons profissionais e excelentes seres humanos.
      Beijinho.

      Eliminar
  2. Verdade seja dita, qualquer dia o teu blog é a coluna dos óbitos... Mas eu que te conheço, sei que quando estás cansada te dá para a a melancolia. Por isso entendo e aplaudo-te a ti também.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Lu, és a miúda perspicaz de sempre, mesmo passados estes anos todos, minha amiga. Adoro-te.
      Mil beijocas.

      Eliminar
  3. Também acho que devemos falar de quem se foi, é uma forma, embora rudimentar de manter as pessoas "vivas" naquilo que representaram para nós de melhor.
    O Emídio Rangel foi um homem que abanou a Comunicação Social portuguesa. Muitos lhe reconhecem o valor, outros parece que lhe tentaram tapar os caminhos com inimizades. Não sei, estou muito longe desses meandros....A L. Bacall era de uma elegância e classe que não vi em nenhuma outra actriz, o que aliado a uma voz sedutora só poderia ter feito dela um ícone. Mesmo na velhice continuou linda!
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E disseste tudo, linda ! :):)
      Beijos, muitos.

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Não , Marcos, não tenho. Porquê? Será provavelmente outra pessoa com o nome parecido. :):)

      Eliminar
  5. Lauren Bacall tinha a voz mais sexy do cinema.
    Uma verdadeira Diva!

    Emídio Rangel, no meio de muita polémica, revolucionou por completo a rádio e a televisão.
    E isso é um facto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo plenamente Pedro.
      Impunha-se esta postagem, na sequência de anterior. Espero sinceramente que esta corrente de redacção de obituários fique por aqui.
      Abraço, amigo.

      Eliminar
  6. O Rangel inspirou-se nos grandes espaços, de vistas largas, rompendo com a pequenez do retângulo.
    Os obituários são importantes para os que ficam, não para os que vão. Pela marca que nos deixaram para incentivo na caminhada neste mundo. Por isto, não hesite registar aqui a memória d'"aqueles que por obras valerosas se vão da lei da morte libertando".
    O'Neill merece, Bacall merece, ...
    Tenha um BFS, MD.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada , Agostinho.
      Fez-me bem ler o seu comentário. Um BFS para si também e um abraço amigo :)

      Eliminar
  7. Vou ser parca. Merecida "homenagem" a que fazes. Ouvi bastante gente conceituada falar do seu papel e carisma enquanto profissional. Habituamo-nos a conhecer pessoas que parece que não morrerão e quando acontece parece que se vai um pouco do nosso tempo, do tempo que não sabemos que teremos.. Da atriz, já não senti tanto; a idade não perdoa.
    Bjo, querida D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma só pessoa pode projectar uma sombra monumental e fazer toda a diferença. Estou grata ao homem de visão e à actriz que ensinou que sedução não é sinónimo de vulgaridade.
      Desejo-lhes paz.
      Beijo, minha querida

      Eliminar

É aqui que me mandas dar uma curva