sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Mais um ano...

"Quem possui a faculdade de ver a beleza, não envelhece."
Kafka





Os Velhos São os Verdadeiros Rebeldes

Os velhos são os verdadeiros rebeldes. Os jovens, por muiro rasgados que estejam os blusões de cabedal, querem sempre conformar-se com qualquer coisa. Querem fazer parte dum movimento. Querem fazer parte de uma revolução ou de uma comunidade. Os velhos só querem fazer partes. De preferência gagas. Os velhos não têm nada a perder. Podem dizer e fazer o que lhes apetece. É por isso que os velhos, mais do que os novos, dizem quase sempre a verdade. Nós é que podemos não querer ouvi-la. Há-de reparar-se que aquilo que os velhos dizem é que «a vida é uma chatice». Nós dizemos que eles estão senis. Mas eles é que têm razão. 

MEC










Domingo volta o dia dia D.

Gosto deste regresso, é sinal que estou viva e isto é bom.
Desgosta-me este regresso, porque a minha 3ª melhor amiga, a idade, volta para mais uma  visita, para me fazer ter sempre presente que retornará, ano após ano. Assim não tenho como relativizar as coisas e pensar que tenho dezoito anos e estou aí para as curvas, porque dentro da casa forte, com todos os estragos provocados por altas temperaturas, inundações, radiações e choques eléctricos, ainda existem alguns neurónios funcionais que, talvez pela fraca exposição aos raios UV, se apresentam sem as rugas que a minha 3ª melhor amiga  me ofereceu de presente para adornar outras parte do corpo... infelizmente são daqueles presentes que não podemos recusar nem esconder numa gaveta. Há que aceitar a minha condição vintage e envergá-la com toda a dignidade que a conformação, o bom senso e o bom humor desencantarem no baú dos anos.

Depois, Domingo, o Dia D é só dia D para mim. É dia de Dedicação ao trabalho e ir até à Minha Guerra, fazer o que sei fazer melhor há uma catervada de anos.
É dia de Dedicação à família, que por sinal está de férias, por aí à aventura em parte incerta.
É sobretudo dia de Dedicação à D... mas aí já pia mais fino, porque anseio que me Dediquem um passeio ao Santini, à Nosolo Itália, aos prazeres de Campo de Ourique e não é de bom tom para quem vai de férias daqui a algumas semanas e não quer pagar excesso de bagagem nem provocar enchentes na Ria de Alvor.

Não tenho medo de envelhecer. Nem vergonha. Fui criança e adolescente com tudo a se tem direito nessas idades, passadas no tempo da outra senhora, por isso, sempre com pouca margem de manobra, mas uma saudade imensa das manobras que fazia para a conseguir.
 Sempre fui um pessoa correta, liberal nas suas convicções, sei o que gosto e o que quero, nem sempre sei o que digo, quando deixo a minha oratória inflamar-me a razão, mas sou terra a terra, muito irónica e demasiado pragmática para o meu gosto. 
Aqui," what you see is whst you get ". As camadas de gordura só têm a finalidade de assustar os incautos e aquecer no inverno, porque por debaixo está um coração de manteiga, mas congelada, porque não se derrete assim com duas cantigas.




                                        

48 comentários:

  1. Temos tanto a aprender com os idosos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, Bell, mas nem todos pendsam desse modo. :)
      Beijinho e BFS

      Eliminar
  2. Beijoca, D :). Bom aniversário :-)

    R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido R. Agradeço-te antecipadamente a tua simpatia. És um doce de piqueno !
      Há-de ser bom. E se estiver a dar para o torto, empanturro-me de gelados, funciona sempre.
      Beijos e BFS. :):)

      Eliminar
  3. A idade traz consigo sabedoria e, reconheço, alguma nostalgia. Pena o diabo do corpo não ser mais resistenfe e começar a fazer uns ruídos estranhos nas articulações ou a baquear numa subida! Mas às vezes surpreende-nos pela positiva, o danado! :)))
    Muitos parabéns!

    Beijinhos Marianos, MD! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Maria, se souberes onde posso trocar as peças da carroceria por outras com menos ferrugem... :):):)
      É que a máquina, mesmo na idade do Condor ( com dor em todo lado) ainda funciona menos mal, assim o resto ajudasse.
      Beijinho e BFS :):):)

      Eliminar
  4. Aceitar a terceira idade não é para todos. Confesso que me assusta, não pelas mudanças do corpo, que com isso posso eu bem.:))
    O teu texto é lindo e demonstra o coração bonito que eu imagino que esteja desse lado :))
    Um beijinho grande e que tenhas um dia D fantástico :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha querida e doce menina, um bom dia D sempre se faz, nem que seja para poder ver os amigos e a família felizes à minha volta. :):)

      Um Grande beijinho e um bom fim de semana :)

      Eliminar
  5. Cara M D,

    Aprendi há algum tempo, diz-nos a ciência, que toda a estrutura molecular está em constante renovação: temos um fígado novo a cada 300 dias, e em geral, um corpo novo, no máximo, a cada dez anos. Portanto, parabéns pela entrada na adolescência, e que ela se mantenha sempre, sempre -- forever young :)

    Boa tarde, M D :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olhe que maravilha, querido Xilre, eu a Benjamim Button cá do pedaço ! :):)
      Obrigada, meu amigo.
      Um grande beijo

      Eliminar
  6. Que tenha um bom dia, Maria Roque.

    (está muito bem conservada, dava-lhe menos quinze anos)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Senhor . Com menos 15 anos ainda não usava óculos para ler tinha outra visão das coisas.
      Um grande, grande abraço.
      Um bom fim de semana deste Agosto tão estranho.

      Eliminar
  7. Aprendemos muito com idosos,e dessa forma passamos aos nossos filhos e netos.
    bjs amiga
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Carmen Lúcia, obrigada.
      Um beijo enorme e um BFS para si :):)

      Eliminar
  8. Disseste coração amanteigado?
    Não sabes que a margarina é que é?
    AI, ai…
    (volto Domingo)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já sei da margarina piquena, mas eu sou mais manteiga mesmo... call me old fashioned :):)
      Inté e beijinhos. :D:D:D

      Eliminar
    2. Eu como fico sempre para último, sigo-te de perto e daqui a 4 meses é a minha vez. Se eu tivesse metade do espírito e da paciência que tu tens, no trabalho, com o Blog, a escrever como escreves, a comentar outros blogs, na cozinha - a perfeição dos bolos! - , em tudo o que fazes, era uma pessoa realizada.
      Não te dou os parabéns hoje, mas já vi, que mesmo fora do tempo tens bons amigos e sabes porquê? Porque és intemporal.
      Miles de bejos !

      Eliminar
    3. Grazie Bella... se bem que o Stonehenge, que é quase tão antigo como eu, também é intemporal. :D:D:D
      Joka, minha querida Lu.

      Eliminar
  9. Dona MD, aqui no Brasil, na região Norte para ser mais preciso, geograficamente, quando gostamos de uma coisa, comida, livro, filme etc, usamos uma expressão vocabular, típica aqui da região: "pai d'égua". O seu texto enquadra-se perfeitamente neste exclamativo elogio. Parabéns pelo texto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Solidariedade. Já tinha ouvido ouvido falar ao genro nortenho da família que que tenho no Rio. Fico encantada que asim pense !
      Um beijo amigo e muito obrigada !
      BFS :):):)

      Eliminar
  10. Dulce, a tua crônica me lembrou uma frase do Millôr Fernandes: "O chato de envelhecer é que a gente não envelhece.", e ele disse isso com mais de 90 anos de idade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode crer, Marcos. Eu ainda penso coisas e faço coisas que muita a muita criança nem lhe passa pela cabeça. :):):)
      Abraço amigo e BFS :):):)

      Eliminar
  11. Mas há velhos? Que tem isso? Por mim direi que são idosos. Exemplo: um escritor da nossa praça, depois dos setenta anos publicou oito livros, Disse publicou, mas por volta dos setenta a quatro apresentará e distribuirá (ele próprio o nono). No mesmo espaço de tempo tem mais dois escritos. Pode perguntar-se: Terão os mais novos feito igual?
    Que se apresentem, a ensinar alguma mais alguma coisa, se são capazes.
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, Daniel. Eu digo sempre que velhos são os trapos e que eu sou só uma pessoa antiga, que adquiriu um conhecimento e uma experiência de vida fora de série com essa antiguidade.
      Quando me reformar ( ahahahahahaha - deixe-me rir, enquanto acho piada, pois virá seguramente o dia em que não acharei qualquer graça...) tenciono ir para a universidade e depois sentar-me e escrever as minhas memórias... como as coisas estão encaminhadas , provavelmente só lá para os 100 anos :):):):)
      Grande abraço amigo e BFS. :):)

      Eliminar
  12. Primeiro: Muitas felicidades, M D !
    Segundo: eu gosto muito de pessoas velhas, se apanho uma a jeito, não a largo sem mais nem menos, é que normalmente oferece-me um saber que me sabe tão bem! :-) Ora eu, que também já não sou nova, acho a vida sempre melhor, não há mesmo que ter medo de envelhecer. Gostei muito do post, para não variar.

    Um beijinho, querida M D !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Susaninha, muito obrigada. A velhice nem me assusta enquanto a parte motora funcionar.
      Sou sempre grata pelas minhas memórias, num computo geral, bastante boas e aventurosas e em família.
      Um beijo grande, grande e BFS. :):):)

      Eliminar
  13. Está tudo muito bem, mas... há coisas que dispensava. ;) :)

    Tudo de bom e acima de tudo...FELICIDADE!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada meu amigo !
      Eu também dispensava N coisas aborrecidas, presentes da minha 3ª melhor amiga, mas tudo isso faz parte do processo. Se continuar como até agora tem sido, posso considerar-me uma pessoa afortunada.
      Abraço, António e BFS ;);)

      Eliminar
  14. Essa da 3ª melhor amiga está bem apanhada. :)
    Há certas coisas que não são muito agradáveis mas ainda bem que ela vai voltando ano, após ano. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ( Baixinho para ela não ouvir)
      Enquanto voltar e eu a vir por aqui, não é mau sinal, Luisa :):):)
      Beijinho, querida

      Eliminar
  15. Parabéns, cara M D.
    Belo texto. Não se nota nada da presença da tal "3ª melhor amiga". :)

    Bj

    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Olinda :) :)
      A minha 3a melhor amiga é um tanto dissimulada, mas é uma constante , ano após ano... O que é bom! Que venha por cá muitos deles :):)::)
      Beijinho.

      Eliminar
    2. A Idade existe para aumentar riqueza á vida. Se "hoje" celebras mais um "período" a somar ao tempo, lembra que é coisa comum a cada dia que passa; todos os dias recebemos a visita dessa "velha" senhora que vai teimando (felizmente) em nos aditar mais um dia.
      Há uma verdade (vinícola) que se revela clara: "as uvas quanto mais enrugadas forem, mais doces são".
      O Porto (vinho), vai aumentando o seu valor com a idade.
      Parabéns.
      Um texto daqueles!...


      Beijo



      SOL

      Eliminar
    3. Obrigada, Sol. :)
      Eu também penso que velhos são os trapos e que cada um tem a idade que o seu espírito lhe ditar... possa a carcaça também acompanhar!
      E quantos mais, melhor, é sinal que ainda estamos por cá :):):)
      Abraço amigo e bom Domingo.

      Eliminar
  16. Eu já estive aqui ontem, mas preferi comentar hoje para dar-te os PARABÉNS e desejar-te muitas felicidades!
    Porque não é de bom tom desejar os parabéns fora de tempo.
    Ser vintage é pelo menos, o aproximar da excelência possível. Quando somos jovens temos tantas certezas e à medida que vamos envelhecemos, embora algumas certezas ainda as possamos ter, grande parte delas foram ocupadas por dúvidas e por certas vulnerabilidades que a idade traz, e envelhecer é uma tentativa constante para aceitar as vantagens e desvantagens do tempo. As rugas são apenas um pormenor, o pior é a "canalização".
    Manter um espírito jovem e aceso é importante mas não sou nada adepta da posição defendida por alguns de que o que interessa é o espírito. Como se os jovens de espírito não envelhecessem...mas sem dúvida que "velhos são os trapos"!
    Gostei muito do teu texto, mas acho que não será necessário "empanturrares-te" de gelados! :-)
    Continua liberal, irónica e pragmática! Eu pelo menos gosto de ti assim...
    Foi bom ouvir o J. Brel!
    E que tenhas também umas excelentes férias!
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Laurinha, eu sou um Atlas de espírito que carrega o peso de tudo o resto, mas normalmente com boa disposição , porque não há como não ir à luta, e se pelejo, tenho que pelejar pela vida o melhor que sei. Não me dou ao relaxo nem deixo para amanhã o que posso fazer já. Tantas vezes ponho a carroça á frente dos bois, mas é assim que eu sou ... Continuo limando umas arestas aqui e ali, porque crescer e amadurecer é um processo contínuo e todos os dias aprendo coisas novas sobre mim.
      Vou continuar sem dúvida por aqui a zoar pelos anos que a minha terceira melhor amiga ainda tiver guardados para mim :):)
      (Schhhh... Não digas a ninguém, mas um gelado de morango e limão já cá canta ... De vez em quando, One-Woman Bithday Party também é bom :):):):):):):
      Obrigada por seres minha amiga.
      Beijinhos.

      Eliminar
  17. Claro que queria dizer "à medida que vamos envelhecendo"...:-)

    ResponderEliminar
  18. Respostas
    1. Ricardo, meu amigo, uma amizade verdadeira é infindável, não tem rugas nem artroses :)
      Envelhecer assusta e ao mesmo tempo é uma aventura.

      "Old friends, memory brushes the same years, silently sharing the same fears" :):)

      Obrigada e um abraço amigo :):)

      Eliminar
  19. Antes de mais, ainda que um bocadinho atrasado, parabéns.
    Depois, e no seguimento do post, dizer que há um tempo para tudo.
    E que devem ser todos vividos com a maior intensidade.
    Beijinhos e votos de boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Pedro, Obrigada!
      Tem toda a razão. Eu sei, porque vivo muitas coisas com demasiada intensidade. Cansa muitíssimo, mas não me arrependo.
      Abraço amigo e boa semana

      Eliminar
  20. Parabéns amiga. Eu sei que estou atrasada, mas minha avó sempre dizia que o "que não vai em dia de Santa Luzia, vai no outro dia" Ou melhor ainda "o que perde o dia não perde o ano" Assim sendo que tenha sido um dia muito bem passado. E que o ano que iniciou agora seja de muita alegria e felicidade.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Elvira, agradeço do fundo do coração.
      Muito, muito obrigada. :):):)
      Mil beijinhos

      Eliminar
  21. Cada tempo no seu tempo. Não adiante andar a fingir que se tem trinta anos porque na hora das contas custa mais a pagar. Com essa disposição e disponibilidade a felicidade é possivel. Parabéns.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabe, costumam dizer- me que pareço mais nova e que me davam menos idade. Eu, muito sinceramente, depois de quase quarenta anos de trabalho, gostava que a Segurança Social me desse 66 anos e me mandasse descansar :):):):):):):)
      Obrigada, amigo Agostinho.
      Abraço grande

      Eliminar
  22. É tão bom envelhecer com classe...
    Tenho dito!
    PARABÉNS!
    BJOS, muitos, querida D :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :D:D:D
      És um doce.
      Obrigada !! :):)

      Eliminar

É aqui que me mandas dar uma curva