quarta-feira, 4 de junho de 2014

... é saber viver

"A vida de uma pessoa não é o que lhe acontece, mas aquilo que recorda e a maneira como o recorda."
Gabriel Garcia Marquez



"Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro."

Sigmung Freud







Convido-vos a celebrar a vida, a dádiva da vida e de estar vivo, a centelha que tocou uma nano partícula de matéria, ínfima massa gasosa  e criou esta base de oxigénio e carbono que somos nós, os respirantes.

Convido-vos a viver a vida em pleno, apesar das suas tristezas, das suas agruras, preconceitos e diferenças. A vida deve ser vivida intensamente, de cabeça erguida e sem medo, porque o medo não é apanágio dos fracos. Quem não tem medo é mofino ou pobre de espírito. É preciso saber o que é o medo, reconhecê-lho, afrontá-lo e vencê-lo. Quem diz não tem medo de nada, não tem a noção do que diz, fala só por falar, porque não se conhece quem não tema o big grey yonder , as duas moedas que todos temos que pagar .
E se a vida não tem preço, não há nada mais precioso do que tentar vivê-la bem. Diz o povo que "não há bem que sempre dure nem mal que nunca acabe" e quantas vezes depende só de ti e da intensidade do fogo que arde na fogueira dos teus humores, escrever definitivamente as três letras que terminam contendas e sofrimentos.

Convido-vos a aceitar a vida sem contudo nos vergarmos a ela e ao seu peso. A vida é selvagem, terá que ser enfrentada, ensinada,  domada, domesticada . Tu e a tua vida têm uma relação simbiótica de dependência e entendimento.
Agarra-te a ela, monta-a em pelo, segura-a pelas crinas, deixa-a escoicear  e pular e tentar arrancar-te dela. Sê forte e paciente, porque chegará uma altura em que a vida entenderá que é tua e que sem ti é só um enorme vazio.

Convido-vos a ouvir hoje, em vez de música, uma alegoria bem humorada, dita por alguém cujo lema era " Façam o favor de ser Felizes", que hoje tomo também como moto para mim e consagro à vida. 


                                   



28 comentários:

  1. estou presente nesse convite. vivo a vida com calma, mas a aproveitar todos os segundos. sei que vou viver a vida...até morrer (lol)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É de aproveitar já hoje E.M.!
      Amanhã pode já não ser outro dia :):):):)
      Bjk. D

      Eliminar
  2. Respostas
    1. É de aproveitar, Bell, um dia de cada vez enquanto temos um freepass. :):):):):)
      Beijinho. D

      Eliminar
  3. É mesmo de aproveitar e aproveitar também para , como dizia na confissão dos padres, revermos os nossos pensamentos, palavras e obras, que andam de rastos. Bem escrito e bem dito, MD.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás certíssima, Lu! Depois de dito e feito, há-de valer de muito bater no peito três vezes. Hoje perguntaram-me porque é que o Paraíso de chamava assim, e responderam-me que era por só ter lá uma cobra. Achei piada, se bem que os nossos rastejantes por cá sejam mais um tipo de mutante de lesma acéfala, que só nos tem desgraçado a vida. É por isso que temos que lhe tomar as rédeas e torná-la nossa.
      Beijo, Lu

      Eliminar
  4. A vida, por vezes, é muito cruel. Verga-nos. Mesmo lutando contra as "malhas" que nos caem em sorte, a vida dissimulada dá-nos a volta e derrota-nos.: É DIFÍCIL, por vezes. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva, história d'eles, bem-vinda por estes lados ! :)
      A vida tem altos e baixos, por vezes torna-se difícil, mas não podemos começar uma corrida derrotados á partida... E depois só saberemos como acaba se chegarmos ao fim. Desistir não pode ser opção. Não há quem nunca se sentisse esmagado pelo peso das circunstâncias; há os que escolhem deixar-se abater e os outros, os que tentam levantar-se uma e outra vez até conseguirem ficar de pé.
      Pelo menos não se pode dizer que nunca tentámos, verdade?
      Obrigada pela presença, que espero frequente :):):)
      Beijo D

      Eliminar
  5. Aceito o convite se trouxeres um Cheesecake de frutos silvestres :):):):):)
    Gostei de ler, velhota.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Feito ! O meu , modéstia á parte é um mimo de ver e de comer. C'est lá vie en rose :):):):)

      Eliminar
  6. A vida é um cavalo com asas. Todos os dias ficamos orfãos do tempo. Orfãos de um tempo que já não é o nosso. É preciso não esquecer isso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas acabamos por viver em cada dia um tempo novo, que nos foi dado a conta-gotas, com a sovinice de que só o próprio tempo é capaz. Temos sempre horas novas para desvendar, minutos para recordar, segundos para viver intensamente.. todos os dias em que o free-pass for renovado. Também é bom temos isso em consideração, querida Uva.
      Beijoka.

      Eliminar
  7. Gostei do que escreveste.
    O Raúl era uma Boa Alma Portuguesa ! Foi alguém que sempre me marcou !
    http://opactoportugues.blogspot.pt/search?q=ra%C3%BAl+solnado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tive o privilégio de conhecer o Raul pessoalmente. Um grande Belenenses. :):):)
      Agradeço a visita e o comentário. Hoje ainda vou dar um pulinho ao teu blog. :):):)
      Bbraço. D

      Eliminar
  8. Saber viver também é
    vir aqui neste blog
    e ler, ler, ler
    e se deliciar!

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bonito, Blue, obrigada!! :):):):)
      Uma beijoca. D

      Eliminar
  9. Respostas
    1. Olá e bem-vinda. Agradeço a presença e o gentil comentário.
      Que este seja o primeiro de muitos !! :):):):):):)
      Beijinho. D

      Eliminar
  10. O Raul era uma presença obrigatória lá em casa desde que me lembro de ser gente.
    Os discos estão lá TODOS.
    E, ainda hoje, as histórias do Raul nos fazem rir a bom rir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tive o prazer de o conhecer pessoalmente, Pedro. Era um grande Belenenses.
      O seu legado artístico é intemporal. O humor sadio e cheio de subliminares leva-nos ás lágrimas hoje, como há 50 anos atrás. E rir é uma medicina natural contra as agruras da vida.
      Abraço.

      Eliminar
  11. Bela mensagem e valorizar a vida, ser felizes e vivê-la bem é preciso! beijos,lindo dia! chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva, Chica!
      Se não formos nós a fazer pela vida, dar-lhe força e positivismo, então não sei quem nos poderá ajudar. Estamos em Maio e o céu está negro... Sei que dias de sol virão, mas serão tão alegres quanto a claridade?
      Beijo. D

      Eliminar
  12. Aceito o convite, até porque a vida é mesmo uma dádiva que é preciso saber aproveitar. Bonito texto.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Graça, vamos então deixar sair tudo o que é negativo e começar os dias com um sorriso.
      Beijo . D

      Eliminar
  13. Quantas vezes ouvi o Raul Solnado!!! Sempre uma delícia!
    Um texto sábio este, amiga D: as citações não podiam ser mais adequadas, preferindo a de GGM porque nos transporta para outra dimensão pessoal.
    Confesso que estou numa fase em que me é difícil aceitar muita coisa na vida, por razões de tanto desconcerto. Irrito-me com este estado de coisas, são razões exógenas e não endógenas. Se se tratar só de mim, sinto-me em paz com a vida e faço minhas as palavras de GGM. Mas, a verdade, é que não estamos sós e há sempre a vida de um alguém que nos retira o rosa da vida... Sim, já sorri mais, tenho pensado muito nisto... Mas não sou de baixar os braços!!!
    Bjo, D :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Creio que o objectivo é não nos deixarmos atropelar pelos contras , que são sempre muitos e quase diários. Nem sempre a psique ajuda a encontrar a melhor solução, mas desistir nunca é opção.
      Não te desejo a alegria do sol, porque estranhamente é Junho e parece Outono, mas melhores dias virão.
      Beijos da D

      Eliminar
  14. Parafraseando Gonzaguinha...

    " Viver!
    E não ter a vergonha
    De ser feliz
    Cantar e cantar e cantar
    A beleza de ser
    Um eterno aprendiz..."

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gonzaguinha sabia das coisas... :):):) e nós aprendemos a aprendê-as todos os dias.
      Joka.

      Eliminar

É aqui que me mandas dar uma curva