segunda-feira, 28 de abril de 2014

Do Prazer do Som

"Descansa do som no silêncio, e do silêncio digna-te tornar ao som."
 Victor Segalen



Da Música

A musica derrama-se 
no corpo terroso 
da palavra. Inclina-se 
no mundo em mutação 
do poema. 

[...]

A música rompe um rio de lava 
por si mesmo criado. Lágrima 
endurecida 
onde cabem o mar 
e a morte.


Casimiro de Brito









É já depois de amanhã.
Depois de  quase 20 dias em travessia neste deserto repleto de gente, ruído, confusão, problemas, tristezas e alegrias, chega finalmente avalon. 
Eu sei que estou a ser precipitada, que estou a salivar por antecipação, que estou a criar demasiadas expectativas, mas pensar nesse porvir tão perto, tão alcançável, tão apetecível e precioso ,torna-me mais leve, mais alegre e bem disposta. 
Hoje ouvi música.
Oiço música todos os dias. As falas são música, os motores são música,  o tinir do vidro que choca levemente, os cliques dos obturadores que fecham e abrem... passos apressados são música, o som do vento que sopra, o cristal da água que corre, o crepitar do doce aroma  fervente, tudo é beleza, som e música... Leio música nas palavras e oiço palavras na música que folheio e que sigo religiosamente dia após dia.

Hoje ouvi a minha música, aquela que me fala aos sentidos e provoca sentimentos e que tomo como minha, porque me pertence, me preenche e me faz vibrar. Deixo o som invadir-me, elevar-me o espírito, tomar-me nos braços e falar-me de mansinho tudo aquilo que eu quero ouvir. Fecho os olhos , vejo o filme da minha vida a preto e branco, sinto o a luz refractar-se , cheiro a proximidade da cor que me cobre, como um bálsamo e expludo em lágrimas de cansaço e sorrisos de gratidão.
Mais poderoso que o som do silêncio, só o som da tua vida. 
É já depois de amanhã que soltarei  notas ao vento e inalarei profundamente os acordes que a luz do sol fará entrar por aquela fresta minúscula,  onde num rodopio  as claves tensas dedilharão cordas insanas e eu, esfomeada de mim, mergulharei no frenesim do prazer dos sons e  serei una outra vez.




                                

OMD- Souvenir

20 comentários:

  1. Maria do Céuabril 28, 2014

    O silêncio é de ouro, mas a música acalma as feras e tranquiliza-nos e relaxa-nos. Comigo funciona ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O silêncio é a ausência de som e todo o som é musical. O silêncio é fundamental para que vive no ruído e precisa dum banho de solidão, mas o som feito musica, é a beleza que necessitamos para nos complementar e renovar. Comigo funciona em pleno :):):)

      Eliminar
  2. Quando estou chateada gosto muito de ouvir músicas, elas me animam demais.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A música a tocar, acompanhada das palavras dum livro que goste de ler é uma nesga de paraíso.
      Bejos Bell

      Eliminar
  3. Som e música elementos de uma só partitura que preenchem de vida, plenamente, o coração.
    Beuijos, Élys.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Plenamente é a palavra certa Élys. :)
      Abraço, amigo.

      Eliminar
  4. Afinal queres barulho ou queres silêncio ? É que parece que não te decides :):):)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se não fosses Canininha, dizia-te que quem considera música como sendo barulho, é um bocado tótó, mas como gostos não se discutem ( mentira- é o que realmente mais se discute) deixo-te com os teus pensamentos de gaja.
      Jokas

      Eliminar
  5. Tive dias tão negros, que só a música lhes conseguiu dar algum brilho. entendo e concordo.
    Xoxo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei, linda, ajuda-nos a ultrapassar muita dor. Tenho as minhas escolhas para chorar, para sorrir, para cantar... :):):)

      Eliminar
  6. Ai... Não ouvia esta música há uns oitocentos anos! ADORAVA-A quando tinha 14 anos, mas acho que me tinha completamente esquecido dela. MUITO obrigada! Estou a ouvi-la bem alto e a mostrá-la à minha filha de 14 anos. :-) A vida repete-se e agora este Souvenir do passado para o futuro... que pérola!
    E com isto quase me esquecia de dizer que adorei o texto. Este post é dose, M D! :-)
    Beijinhos, muitos.
    Susana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Susaninha, esta é a minha música zen... há quem oiça o mar a marulhar suavemente nas rochas, eu oiço OMD e acredite que relaxa mesmo... adoro !
      Beijos, muitos. :) :)

      Eliminar
  7. Parece que é em cada som que o silêncio descansa, e o silêncio tal como nós também precisa de descanso. Há quem tenha música variada de acordo com a ocasião e estado de espírito, eu geralmente só consigo descansar no silêncio, tal como gosto de ler no silêncio; tenho um problema de concentração!...:-)
    Mas com OMD tá-se bem! É que mesmo no cansaço, há músicas que realmente nos dão energia.
    Belo texto!
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Energia, alegria e tAntA nostalgia... da boa, mas muita, Laurinha.
      Beijãozão :)

      Eliminar
  8. Eu gosto de me perder na música. Diferente para casa estado de espírito que me acompanha :)
    A música eleva-nos para outro universo, outro nível. :)
    Beijos e boa noite :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois de vagar no vazio para "limpar" a estática, é a música que faz docemente o intróto ao som e ajuda a interpretar os ruidos uma e outra vez.
      Beijos, muitos e obrigada :):):):)

      Eliminar
  9. Prazer do som das palavras (das citações e texto) foi a minha música por momentos... Permite-me destacar "
    Hoje ouvi a minha música, aquela que me fala aos sentidos e provoca sentimentos e que tomo como minha, porque me pertence,..."
    Relevo porque também assim a entendo, porque sem música (e mesmo os sons) o nosso ser estaria incompleto, porque algumas músicas (e aprecio imensos géneros) são memória, identidade... E confesso: emociono-me frequentemente. Contudo, também me impulsiona para a dança...

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=181363498550899&set=a.162216620465587.31014.100000317509648&type=3&theater (Também está no blogue mas foi mais fácil encontrar o poema aqui neste link.)
    Gostei da referência a avalon e desta música.
    Bjo, M D :) :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A música é som e os sons são de todos, mas alguns entedemos como nossos , porque nos falam do que foi, do que é ou do que provavelmente será. Esta música em particular faz parte da minha playlist de Zen's... e avalon será sempre o descanso, sem brumas.
      Beijo, linda.

      Eliminar
  10. A música, é uma estranha, e bela AMANTE!!!

    http://diogo-mar.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, Diogo, cativa-nos e mantém-nos cativos para sempre.
      Abraço. D

      Eliminar

É aqui que me mandas dar uma curva