domingo, 6 de abril de 2014

Boas intenções

"A intenção é o princípio da acção."
 Textos Judaicos



Esta inconstancia de mim próprio em vibração 
É que me ha de transpôr às zonas intermédias, 
E seguirei entre cristais de inquietação, 
A retinir, a ondular... Soltas as rédeas, [...]

Mário de Sá Carneiro






O que mais me espantou, foi olhar incrédula em meu redor e não ver nenhuma equipa de filmagens !
Terei que dar razão a quem diz que vivemos acima das nossas possibilidades cinematográficas e não sabemos aproveitar os nossos recursos naturais?
 Que maravilhoso filme classe B não se teria filmado ontem ! Tinha todos os ingredientes para um bom thriller, uma boa Spilbergada ao melhor género "Duel", ou um espectacular remake do Twilight Zone, com som natural de pneus a chiar. 
Luzes, todas acesas, a Câmara, era um quilómetrozeco e pouco mais abaixo, a acção, nós gostaríamos que fosse boa, porque o País anda sequioso de boas acções.
Somos mesmo um povo sem visão ao Sábado, que não sabe aproveitar as oportunidades, caramba... quando as coisas nos caiem do céu, ignoramos e depois queixamo-nos de tudo e passamos a vida a fazer filmes.
Não faz mal, o que conta, é sempre a intenção, e nós sabemos o que se diz das intenções, principalmente das boas. 


Bom Domingo



                                     

17 comentários:

  1. O John Carpenter iria adorar :):):)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. I became insane, with long intervals of horrible sanity. EAP :):):)

      Eliminar
  2. Subscrevo palavra a palavra...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :):):)
      Bjk Jorge, resto de bom Domingo com sol !

      Eliminar
    2. Beijinhos, simpática e obrigado!
      Adoro ler-te!
      :)))

      Eliminar
  3. O país bem pode continuar sequioso dessas boas acções porque parece que terá mesmo é de continuar a contentar-se apenas com grandes , boas e belas intenções que ainda por cima são invisíveis.
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nas recônditas utopias da minha esperança ainda reside uma réstia de sonho... Um dia, quem sabe?
      Bjk Laurinha

      Eliminar
  4. És uma pessoa estranha, Maria D, que anda por locais ainda mais estranhos. Quando chove cães e gatos, passeias-te por paragens solarengas, quando faz sol vagueias pelas brumas de Avalon . :):):):):):):)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a minha costela de Morgan LeFey... Já há quem me veja uma bruxa, por isso não exagero muito.
      Bjk miúda :)

      Eliminar
  5. Eu pensei no 'The Fog', como penso o tenha feito também a Luísa acima. Boa semana, D. Beijocas :-)

    R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais , R. ! :):)

      Eliminar
    2. Não sei se a D conhece - http://digitalcomicmuseum.com/

      R.

      Eliminar
    3. Não conhecia não, querido R., mas já lá ando.
      Brgd. Beijos :):):)

      Eliminar
  6. Es un blog muy interesante Saludos

    http://creatividadeimaginacinfotosdejosramn.blogspot.com.es/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hola José, Gracias.
      Sim duda que te visitaré.
      Saludos. D

      Eliminar
  7. Vim reler para comentar...
    Confesso que não atingi o porquê de iniciares o texto com a estranheza de não veres "nenhuma equipa de filmagens ! " Atentei na imagem para ver se vislumbrava algum indício mas o facto de ver carros com as luzes acesas e um pedaço de estrada desleixado, não me deu qualquer pista... :)
    O texto em si deixou-me a bailar um sorriso pelo que apreendi nas entrelinhas...Jogo de sentidos com a palavra "filme"? Pode ser..
    Nas citações e canção (quanto ouvi Deep Purple, horas seguidas aí pelos meus 16-18 anos), entendo, por um lado, que sem ação, a intenção pouco vale, mas o sonho valerá sempre, como impulsionador de movimento(s)...
    Bjo, D :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A foto pode não justificar o não se ver um palmo à frente do nariz, mas o cenário estava digno dum livro do Stephen King adaptado ao cinema de Série B ( Filmes, portanto) pelo John Carpenter. Daí às fitas , foi um pulinho :):):)
      O Child in Time, do Deep Purple in Rock, já é uma repetição, mas eu adoro o raio da música ;)

      Eliminar

É aqui que me mandas dar uma curva