segunda-feira, 10 de março de 2014

Steel Magnolias

"Os homens de teu planeta cultivam cinco mil rosas num mesmo jardim... e não encontram o que procuram... "Antoine de Saint-Exupéry



Terra

Ó Terra, amável mãe da Natureza! 
Fecunda em produções de imensos entes, 
Criadora das próvidas sementes 
Que abastam toda a tua redondeza! 
...
Tu rasgas do teu corpo as grossas veias 
E as cristalinas fontes de água pura 
Tens, para a nossa sede, sempre cheias. 

Tu, na vida e na morte, com ternura 
Amas os filhos teus, tu te recreias 
Em lhes dar, no teu seio, a sepultura. 


Francisco Joaquim Bingre





Sou filha da terra, mulher e mãe , que nasceu do sangue e sangue deu para a continuidade. Trago na minha herança genética mil alegrias e sofrimentos, incontáveis prazeres e milhares de lutas travadas por quem antes de mim escreveu no código vermelho da minha linhagem.  Sou uma tempestade de calmaria, um atroar surdo de palavras soltas , sou o meu alef, o meu mem e o meu tav da antiguidade dos dias.
Carrego comigo a força de quem pariu, perdeu e arrepiou caminho, amassando o pó ázimo com as lágrimas que chorou , com a secura e o alento que Brecht enunciou: 


"Há aqueles que lutam um dia; e por isso são muito bons;

Há aqueles que lutam muitos dias; e por isso são muito bons;
Há aqueles que lutam anos; e são melhores ainda;
Porém há aqueles que lutam toda a vida; esses são os imprescindíveis."



Não preciso de palmas pela minha actuação, nem de louvores nem de dias que me mostrem quem eu sou. Conheço-me bem, sou mulher. 
Aprendi os valores com desvelo, porque apenas relembrei o que já comigo nasceu.
Sou o cálice da criação, a força de toda a paixão e se prenúncio de ameaça se abate sobre o meu fruto, não tenho medo de avançar a mão, seguro a lança do meu Pai, e luto.


                                

30 comentários:

  1. A pretexto de Brecht e redundando no tempo: " não há problema algum em hesitar se depois prosseguir", esta teria sido uma óptima altura para este ( o tempo) se ter sustido nesta musica, ali, imóvel, completamente estático.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ver o tempo parado e olhar para a música e só para ela.
      ( recorda-me a cena do circo do Big Fish, um dos meus filmes de sempre)
      Beijo JM

      Eliminar
    2. O Big Fish é um filme maravilhoso. Este post também. :)

      Eliminar
    3. Oh Cuca...
      Estive a ler o Resgate, e senti-me TÃO bem , mas bem mesmo !!!
      Beijo grande, grande, grande

      Eliminar
  2. Feliz semana!
    Saludos,
    Ale
    Costa Rica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gracias Ale. Felicidades também para ti.
      Beijo

      Eliminar
  3. Viver é lutar ir em busca dos sonhos...Os objetivos traçar e persistir sempre na sua conquista.
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É vida de mulher Élys, laborar, labutar e vencer.
      Beijo grande

      Eliminar
  4. Sabes, Maria Dulce, por vezes espantas-me com a força que pões nas palavras.
    Adorei.

    ResponderEliminar
  5. Eu cá não queria ser o tipo que te provocou, juro :):)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podia ser uma tipa, um cão , sei lá... eu não sou de fazer género :):):):)

      Eliminar
  6. "Uma tempestade feita de calmaria"... Gostei!
    Um beijinho para ti, Maria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Miú. Grata por leer mis tonterias. :) :) :)

      Eliminar
  7. Le peti prince será, a meu ver, uma eterna bíblia da vida. Quase bastava escrever isto. Preencheu-me toda a postagem (poema, imagem, texto, vídeo). Em resumo: mulher a força telúrica e tal como a terra, não precisa de recompensa - ou não deve - pois basta-se a ela própria...Que todas as mulheres pudessem ser livres para se afirmarem...
    (Interessa dizer que sou aquariana, ou nem por isso?)
    Bjo :) :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Interessa dizer que é mulher ! Eu sou leoa, feroz com um raio, assumo. :):):):)

      Eliminar
  8. Arrepiaste-me com o teu post.

    Super bem conseguido e me fez sentir mulher, o que por vezes esqueço.

    Obrigado pela partilha intensa.

    Vou fazê-la minha.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Querida Pérola, eu infelizmente de poeta tenho muito pouco, por isso tão generoso comentário duma pessoa que vive e respira poesia deixa-me maravilhada.
    É teu sempre que queiras.
    Beijos, D

    ResponderEliminar
  10. Respostas
    1. És uma loira fantástica !!! :):):)
      XX

      Eliminar
  11. As mulheres contém em si a ancestralidade do sofrimento físico e social, e a sua suposta e tão propalada vulnerabilidade é a sua força.É terra lavrada e nascente.
    Os homens criaram o mito do sexo frágil porque toda a mulher independente parece ser uma afronta ao seu fraco poder de macho. Felizmente as coisas estão a mudar, mas o mundo ainda é feito de grandes disparidades em questões de de igualdade de direitos.
    Um belíssimo texto que prova o quanto tens de poesia dentro de ti, e uma música que nunca nos cansaremos de ouvir.
    És um colosso de mulher, D!...:-)
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, pah, Laurinha, assim eu choro :')
      Obrigada e mil beijos, querida poetisa.

      Eliminar
  12. Ottimo testo di un poeta che non conosco e di cui approfondirò la conoscenza su Internet. Molto buona anche la canzone da te scelta. Buona giornata.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grazie Elio, sono contento che ti sia piaciuto!
      Un bacio :)

      Eliminar
  13. Gostei muito do seu blogue, da postagem em si, do seu texto,enfim, amei e fio aqui com vc, como vc está comigo.
    Bjs,
    Renata Cordeiro ou Renata Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem-vinda Renata. Obrigada pela simpatia. É para mim um privilégio enorme tê-la por cá.
      Um grande beijo da D

      Eliminar
  14. Love that the internet is able to connect people from around the world. You have a gift, a beautiful way with words. Thank you for sharing with us!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hello Brandi. Thank YOU for reading the thoughts I put in words.
      Have a good weekend! Kiss. D

      Eliminar
  15. Oi querida
    Adorei a postagem, pena que poucos olhos passam por aqui, se todos passassem quem sabe o conceito de ser mulher seria mais louvável.
    Eu sempre gritei no meu íntimo: Eu sou a força e nada me detetá: nem os relâmpagos, nem a solidão da noite com um bebê, pois seu pai foi vencido pela morte e eu avancei a vida como uma guerreira. Hoje, meu filho se orgulha de mim.
    Viver por viver, viver na ociosidade, viver na subordinação nunca foi o meu ideal, sou mulher guerreira e não tenho medo nem da morte.Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A força fem das entranhas que geram a vida, Dorli, e por aquela vida, você luta até ao fim, querida. Grande mulher ! Um abraço apertado e um grande, grande, grande beijo, amigo :):):)

      Eliminar

É aqui que me mandas dar uma curva