sexta-feira, 12 de maio de 2017

De volta à vida. De volta ao Blog

Hoje amanheci igual... pensei o que pensei, fiz igual ao que foi feito. Experimentei o  déjà vu e re - postei um escrito.
Três anos e pouco depois, não mudei quase nada nesta imensa mudança que sofri...

"O difícil não é imitar a grandeza com a desmesura. O difícil é que a alma não seja anã."- Vergílio Ferreira



Toda a Sociedade Está dentro de Mim



Fazer qualquer coisa ao contrário do que todos fazem é quase 
tão mau como fazer qualquer coisa porque todos a fazem. Mostra uma igual preocupação com os outros,
 uma igual consulta da opinião deles - característica certa da inferioridade absoluta.
 Abomino por isso a gente  que se preocupa com seres imorais ou infames,
 e com o impingir paradoxos e opiniões delirantes. 
Nenhum homem superior desce até dar à opinião alheia tal importância que se preocupe em contradizê-la.
...


(Fernando Pessoa)









Só se ouviam os meus passos na pedra preta do basalto da viela, sem passeios a contrastar, estreita e claustrofóbica, cortada por entre prédios atarracados e velhos  como se de uma cicatriz se tratasse. Sorri à ideia do caminho para a livraria do portão escuro, enegrecido pelo tempo, onde se guardavam memórias por dentre folhas esquecidas e amarelecidas pelo tempo, necrópole de autores consagrados e de outros não tão conhecidos, mas cuja magia osmótica contagia e se apodera de quem a absorve. Um candeeiro acendeu a sua luz fraca e trémula que anunciava o crepúsculo, arauto da noite. Olhei o número num azulejo escuro e gasto incrustado na parede. Era ali.

Ali, naquela porta verde e baixa, não se guardavam livros. 
Entrei para a sala iluminada por quebra-luzes de vitral, garridos e sujos de pó que espalhavam um caleidoscópio de cores desmaiadas pelos cabides e cruzetas que cobriam  paredes de cor indefinida.
"Vidas em Segunda Mão" - dizia o letreiro sobre a porta, para quem sabia o que procurava; era uma placa ferrugenta, imperceptível e gasta pela erosão das vidas que entravam e saiam, das que ficam e das outras que iam experimentar a mudança.
Entrei e a miúda ao canto junto à registadora, não levantou os olhos do telemóvel onde os polegares batiam ágil e velozmente, nem sequer respondeu  à minha saudação, limitando-se a dizer "Esteja à vontade"... seguramente não estava preocupada que eu lhe roubasse uma vida usada.

Havia-as para todos os gostos. Levei 3 para o provador.

Experimentei a de estrela de cinema. Era tamanho único e estava muito apertada. Apesar de ser maravilhosa, estava esfiapada por dentro e cheia de manchas de vícios mil. Não se podia alargar pelas costuras... já tinha sido escortanhada até ao impossível. Despi-a com pena, deixei-a do avesso com o glamour a assomar por dentre os alinhavos dos remendos... não era para mim.

Experimentei a de político. Assentava-me que nem uma luva, mas convenhamos que aquela espécie de lycra se molda a qualquer corpo com vontade de a envergar. Fedia. O cheiro era tão intenso e nauseabundo que seria necessário um estômago forte e falta de sentidos para a poder vestir. À segunda contracção do bucho, despi-a. Foi como me estivesse a esfolar viva; aquela vida apegara-se-me tão intensamente que a tarefa de a conseguir tirar por completo e mais ao nojo que a assistia me agastou anos à minha própria vida... não era para mim.

Experimentei a de aventureiro e atleta saudável. Esta havia-a em diversos tamanhos porque a vontade de começar é grande e o início auspicioso, mas com o passar do tempo , quase todos a trocam pela vida sedentária, familiar, bem nutrida e  mal regrada ... a única esgotada no escaparate.
Saltos de para-quedas não,  que tenho vertigens e me falta o ar. Mergulhar em apeneia não,  que tenho claustrofobia e me falta o ar. Comer alface não, que sou uma barulhenta pertinaz, mas não sou grilo... e apesar de impregnada com o maravilhoso e inebriante cheiro do ar puro , tive que a despir... não era para mim.

Saí cabisbaixa dos provadores e olhei melhor para as vidas em exposição : as melhores, nem eram de marca, não passavam de tristes imitações baratas, as outras, coitadas, estavam puídas pelos usos e  desusos.
Sorri para comigo e pensei que mudar de vida , afinal  não é assim tão fácil. Nem é tampouco importante. A minha vida não é nova, nem de marca, mas é boa. Só precisa de uns pequenos ajustes aqui e ali e talvez dure ainda mais uns aninhos, ou quem sabe, seja muito mais resistente do que parece e me acompanhe até ao fim.


                                         

57 comentários:

  1. Que maravilha ler-te Maria, que maravilha!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sexinho, és sempre, sempre um doce de menina. Beijinhos , muitos, muitos, muitos :):)

      Eliminar
  2. Que texto fantástico de se ler ! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lu, minha querida, adoro-te.
      Milhares de tudo.

      Eliminar
  3. Respostas
    1. ....Com o que se tem, com quem se ama, um dia de cada vez
      Beijos Vera, querida

      Eliminar
  4. A-DO-REI!!!! Se logo de inicio ao ler o trecho de Pessoa comecei a torcer o nariz - não aprecio o género, que fazer?? - mal li a primeira linha estava apanhada. Isto, sim é saber escrever e saber dizer, sem ter de se ser literal, sem ter de ser in your face. Quisera eu ter um talento assim, parabéns.
    http://bloglairdutemps.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Miranda, bem-vinda aos meus devaneios. Tento estruturar os posts com apoio literário como intróito ao texto; funciona , umas vezes bem, outras menos mal, assim como a música( de fundo ou não) remataria o todo.
      É muito raro ter um comentário que me diga claramente se o post foi conseguido.
      Agradeço de coração o comentário que me deixou, e que espero que tenha sido o primeiro de muitos.
      Obrigada e um beijinho :) :) :)

      Eliminar
  5. Belíssimo post MD… Recordei logo aquela outra confissão de Fernando António (o mais estranho dos irmãos Pessoa):
    "Hoje, ao tomar de vez a decisão de ser Eu, de viver à altura do meu mister, e, por isso, de desprezar a ideia do reclame, e plebeia sociabilizacão de mim, do Interseccionismo, reentrei de vez, de volta da minha viagem de impressões pelos outros, na posse plena do meu Génio e na divina consciência da minha Missão. Hoje só me quero tal qual meu carácter nato quer que eu seja; e meu Génio, com ele nascido, me impõe que eu não deixe de ser".
    E é isso mesmo: Ser outros, com ou sem provas - bela imagem a sua, nunca seria como sermos nós. Até poderiam ser melhores os tecidos, mais fortes as costuras, mais dourados os botões - mas nunca deixaria de ser sempre roupagem em segunda-mão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido José Luis... É isso mesmo, mesmo, mesmo !
      Obrigada e um grande beijo. :):):)

      Eliminar
  6. MARAVILHOSO!!!!!!!! Caramba, este texto é tão bom que faz sombra ao Fernando Pessoa e ao Vergìlio Ferreira, M D!
    Brilhante!, parabéns! Este é dos que se imprimem para emoldurar.
    Um beijinho e boa continuação de uma vida boa, sempre. (a vida é boa para quem a sabe valorizar)
    Susana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Susana, tenho as bochechas da cor de pimentos morrones, que são deliciosos por sinal, o que me deixa deliciada e um bocadinho sem jeito, caramba, sou só eu, a velha D a escrever os meus devaneios... :):):)

      Obrigada e um grande beijo

      Eliminar
    2. Querida M D, o seu texto é sublime. Pelo menos para mim e pelo que vejo para outros leitores seus também. Está muito bem escrito e transporta uma mensagem fortíssima e extremamente pertinente na nossa sociedade actual. Eu adorei. :-)

      Eliminar
    3. :):):)... Eu adorei escrevê - lo e ler os vossos comentários. :-)

      Eliminar
  7. Um texto fabuloso, um dos melhores que já li por aqui. Muito bem ornamentado com uma citação de Vergílio Ferreira, um dos meus escritores de eleição, um poema de Pessoa e a Imitation of Life dos REM.
    E que a vida que nos acompanhe sempre até ao fim. Um post perfeito!
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gostava que sim...
      Obrigada querida Laura e milhares de maravilhas maravilhosas.
      Um beijo :D

      Eliminar
  8. Hey lovely,
    I LOVE the layout and style of your blog! Very inspiring post as well :)
    I also wanted to say a big thank you for following our blog Pretty Lovely Girls on Bloglovin. We really appreciate your support :) So happy to have followed you back, so glad for Google Translator ;) I hope you have a wonderful weekend.
    xo T
    prettylovelygirls.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hello pretty Tori, thank you so much for your vise, the first of many, I hope,.
      I'm always here to support you girls !
      Kissy. D

      Eliminar
  9. A nossa vida precisa sempre, na verdade, de uns pequenos ajustes.
    Fizeste mais um excelente post, não só com o Fernando Pessoa mas principalmente com o teu texto, que é brilhante.
    Tem um bom fim de semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva, Nilson, é bem verdade, ajustes contínuos...
      Obrigada e BFS para ti também.
      Beijinho D

      Eliminar
  10. Temos que nos adaptar à vestimenta com que nascemos, não é, Maria? Às vezes tolhe-nos os movimentos; outras, porém, faz-nos voar e... brilhar! E, se a roupa dos outros nos pode parecer mais bonita do que a nossa, a verdade é que só a nossa nos pertence... Temos, pois, de saber envergá-la!
    Um grande beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A nossa é a única que ajustando aqui e ali nos serve como uma luva e é imperativo cuidá-lá bem, pois é única. Beijão Miuzinha. Bom Domingo

      Eliminar
  11. Este posto está espectacular...adorei!
    Beijinho doce e bom domingo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Jorge. Bom Domigo, cheio de coisas boas :). E obrigada.
      Um beijinho também para ti

      Eliminar
  12. Olá M. D.

    Adorei ler o poema de Fernando Pessoa.
    Parabéns pelo texto também. Criativo e realista.

    Beijinhos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Cris. Tenho seguido pelo + as suas sempre deliciosas publicações.
      Obrigada e um grande beijinho.
      Bom início de semana.

      Eliminar
  13. Olá conheci seu blog através de uma amiga e irmã.
    Suas postagens são interessantes e esclarecedoras, e de um modo geral irá produzir frutos.
    Continue nesta missão, de espalhar o que de melhor existe: O AMOR!!!

    Deixo um mimo para você.

    Uma chuva de bençãos desça sobre sua casa!
      
    _..._ ..._(... (  ...).._
      (_....__..._) _(.. (  ...)
      / (_...._) (_...._..._)\
     // / / / / | \ \ \ \
     / / / / | \ \  \
    / /  /  /  | \  \  \
    ♥ ♥    ♥  ♥ ♥   ♥    ♥ 
    ♥ ♥   ♥   ♥    ♥ ♥ ♥   ♥
    ♥   ♥   ♥  ♥   ♥ ♥
     ´´´, •♥♪♥♪♥♪♥♪♥♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥•
    ´´´¢/Λ\♥♪♥♥♪♥♥♪♥♪♥♥♪♥♪♥•♥♪♥•
    ´´¢/.... \♥♪♥♪♥♥♪♥♪♥♥♪♥♪♥♪♥•♥*
    ´¢/๑۩ ๑.\♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥•♥*
    ¢/๑۩۞۩.\´♪♥♪♥♪♥♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥*
    ¨▓¨.♪♥♥♪.▓♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥•|||||
    ¨▓¨.♪♥♥♪.▓¨★★★★★★★★★★★★|||
    ¨▓¨.♪♥♥♪.▓¨★★★★★★★★★★★★|||
    ¨▓¨.♪♥♥♪.▓ ★★★★★★★★★★★★|||
    ¨♥♥======♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
    ¨♥♥======♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

    APDSJC!
    ***Lucy***

    A propósito, caso ainda não esteja seguindo o meu blog deixo aqui o convite:
    Fruto do Espírito

    Minha Fan Page

    ─╔╗╦╔╗╔╗──╦╗╔═──╗╔╔╗╦╔╦╗╔╗─
    ─╚╗║║╦║║──║║╠═──║║║║║─║─╠╣─
    ─╚╝╩╚╝╚╝──╩╝╚═──╚╝╚╝╚═╚─╝╩─

    P.S. Convido a conhecer o blog do irmão JC
    Mensagens atuais, algumas polêmicas, porém abençoadoras...
    Acesse e confira:
    Discípulo de Cristo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Lucy , obrigada. Vou seguramente visitar sua página e a de JC.
      Boa semana e beijinho. D

      Eliminar
  14. Olá MD,
    Muito bem, então há que ficar pela nossa própria vida, fazer os ditos "ajustes", não só à roupa mas a nós mesmos, que às vezes é onde está o "quê", e seguir em frente. Gostei da sugestão.
    abço e boa semana
    PS: Também adorei o texto anterior ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Carmem
      Ajustes á vida são praticamente acontecimentos diários....
      Obrigada, um beijinho e uma boa semana para si também. D

      Eliminar
  15. Olá, obrigada pela visita.
    Interessante o texto; a nossa vida é a vida que escrevemos e que temos que ajustar. Com altos e baixos, mas nossa...
    Espero que volte...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Marta, obrigada pela presença espelha simpatia
      Vou seguramente voltar :)
      Com um ajustes aqui e ali, a única vida que nos serve acaba sempre por ser a nossa. :):):)
      Beijinho e BFS

      Eliminar
  16. Respostas
    1. Hola Omar, Hola Uruguay
      Gracias por tu presencia en mis escritos de vida :):):):)
      Abraço . D

      Eliminar
  17. Obrigado pe la visita
    Abraco
    Morris

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tem de quê, Morrison. :):):):):):)
      Bem-vindo e um abraço. D

      Eliminar
  18. Quanta coisa boa tens aqui!

    Abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva, Lita, bem vinda ! :):)
      Obrigada pela presença e pela simpatia :)
      BFS e um Beijo.

      Eliminar
  19. Passo sempre por aqui, sorvo suas citações e deleito-me com teus textos. Realmente para se mudar a VIDA muitas vezes há que se mexer na essência e nem sempre estamos proparados para tanto... Um enorme abraço e excelente domingo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. corrigindo - preparados.

      Eliminar
    2. Viva, Malu. Queixamo-nos demais da vida e quantas vezes sem grande razão :):)
      Um excelente Domingo para si também, querida.
      Beijos.

      Eliminar
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  21. Verdade!! Nos queixamos demais da vida achamos
    inclusive que somos os únicos a sofrer.
    Tenho meus problemas e quanto mais preciso de colo
    menos tenho.
    Quase Ninguém mais quer ser solidário a problemas
    alheios .
    Se falamos nas postagens acho quem
    ironiza ainda mais.
    Obrigada sempre por ser tão especial.
    Uma abençoada semana beijos.
    Evanir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva, querida Evanir. Não posso concordar mais com o seu comentário.
      Boa semana para si também, minha querida. Beijo

      Eliminar
  22. OI M D.!
    TEU TEXTO É BELÍSSIMO.
    TUA INSPIRAÇÃO, É DAQUELAS QUE SE PODERIA DIZER, DITADA PELOS CÉUS, EMBORA TUDO QUE LEIO POR AQUI, SEJA MUITO BOM, ESTE É DE SE LER MUITAS VEZES.
    PARABÉNS.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada , querida Zilani. :):):)
      Um beijinho grande e uma boa semana .

      Eliminar
  23. Texto maravilhoso, muitas vezes a nossa vida precisa de apenas algumas mudanças mínimas para poder seguir em frente e ser feliz, M D Roque passando pra desejar uma ótima semana, abraços.
    Blog /Fan Page / Twitter /

    ResponderEliminar
  24. Olá Lucimar. A nossa vida no fundo é aquela que fizemos à nossa medida. :):)
    Beijinho, querida, obrigada e boa semana

    ResponderEliminar
  25. Lá está. A pessoa anda às voltas mas vem sempre aqui parar. Excelente texto. Bonita cabeça.

    ResponderEliminar
  26. Bem vinda, fico contente por a poder ler de novo.
    Beijo

    ResponderEliminar
  27. Voltarei para ler esta tua republicação. Ainda não te lia, na altura.
    Senti saudades de pessoas que me liam (e eu também) e que já não estão na blogosfera.
    Vê os comentários às últimas postagens.
    Bjinho, Dulce
    (Ah, gosto que possas voltar a postar com (mais) regularidade)

    ResponderEliminar
  28. um grande abraço, minha querida MD Roque.

    ResponderEliminar
  29. Seja muito bem regressada e seja feliz.
    Boa semana

    ResponderEliminar
  30. Um texto excelente! Não há como sermos nós mesmos, apesar dos ajustes...
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar

É aqui que me mandas dar uma curva