terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

State of Wonder

"Não há, na arte, nem passado nem futuro. A arte que não estiver no presente jamais será arte." Pablo Picasso





Carta ao Mar


Deixa escrever-te, verde mar antigo, 
Largo Oceano, velho deus limoso, 
Coração sempre lyrico, choroso, 
E terno visionario, meu amigo! 

Das bandas do poente lamentoso 
Quando o vermelho sol vae ter comtigo, 
- Nada é mais grande, nobre e doloroso, 
Do que tu, - vasto e humido jazigo! 

Nada é mais triste, tragico e profundo! 
Ninguem te vence ou te venceu no mundo!... 
Mas tambem, quem te poude consollar?! 

Tu és Força, Arte, Amor, por excellencia! - 
E, comtudo, ouve-o aqui, em confidencia; 
- A Musica é mais triste inda que o Mar! 

António Gomes Leal












Chego ofegante  porque o tempo é escasso, e com uma mão seguro a capa fria do crepúsculo que tudo de cinzento cobre, tinge e  ensombra ; corro apressada para a pintura.
É sempre o mesmo quadro , exposto na galeria de luz que a Natureza abriu à minha porta, mas o artista é pródigo em minúcia, em pormenores de texturas e pinceladas de cor. Muda a cada golpe de vento, a cada queda de chuva, a cada dança do sol, a cada forma de nuvem,  a cada onda do mar. Muda a cada mirada minha, muda a cada segundo que passa.
Em dias como este, sinto-me feliz e privilegiada por me ser permitida a contemplação do mais puro encanto de todos, a beleza do momento em que o céu toca a terra e o mar, antes que o dia dê lugar à noite e as estrelas se coloquem como músicos numa orquestra e se  acendam fulgurantes, dirigidas com mestria por uma lua áurea, irradiante e misteriosa, tocando as mais bela sinfonia jamais ouvida, a música do silêncio, cantada pelo coro mudo da paz.
Perco-me na contemplação, fecho os olhos e sinto a calma em mim.

Assalta-me amiúde  o triste pensamento de  que, como todos os grandes artistas, a Natureza , o artista maior que a todos presenteia e eleva com subtil e maravilhoso talento, só terá verdadeiro reconhecimento quando deixar de existir, quando procurarmos em vão a sua dádiva, a que com ela perecerá. Só então, no dia em que todos os nossos sentidos deixarem de fazer qualquer sentido, a marabunta humana realizará a desdita que trouxe a si por mão própria.


E a orla branca foi de ilha em continente, 
Clareou, correndo, até ao fim do mundo, 
E viu-se a terra inteira, de repente, 
Surgir, redonda, do azul profundo



                                   


                              (Pedaços de Insta-D-Ram e Fotos do Casulo em 16/02/2014, por MDRoque )

10 comentários:

  1. Tens que fazer um blog só com fotos ! Adoro as tuas fotos. :):):)

    ResponderEliminar
  2. E eu adoro fotografar ! Mesmo muito.
    Quando me reformar ( ehehehehehehehe) vou dedicar-me seguramente à fotografia. Vou andar por ai a tirar apontamentos fotográficos. Adorava.

    ResponderEliminar
  3. Tenho vista para a troca, por um ano... o meu verde pelo tua maravilha. É um bom negócio, para quem gosta de muito verde e flores a despontar daqui a um par de meses .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando eu me reformar... bem, espero que a oferta ainda esteja de pé, para poder fazer macros de abelhinhas e borboletas a saltitar de flor em flor :):):):)

      Eliminar
  4. Retumbante ode esta que canta inflamada aos quatro ventos as belezas e as agruras que se sucedem metamorfoseando o espetáculo grandioso.Queiram os deuses que os homens acordem!

    Uma reverência grata à esta pungente página.
    Calu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo Calu. Que a humanidade não se deixe cegar ainda mais pelo proveito e pela insensibilidade.
      Bem -vinda e obrigada pelo maravilhoso comentário e simpatia.
      Boa semana e um beijo da D.

      Eliminar
  5. Maravillosos atardeceres. La naturaleza es la inspiración de los artistas, pero por más detalles que se capten no es posible reflejar en un lienzo tanta belleza.
    Un abrazo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esa es la pura verdad, Antonia.Disparo las Pics de mi calle ó de mis ventanas, y ninguna es igual a cualquier otra, todas diferentes con la luz.
      Gracias , bien venida e Xi-<3 de D

      Eliminar
  6. Hola.
    Muy bonitas las imágenes.
    Un saludo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hola Eldan , las pics, las disparo de mi calle ó mis ventanas y me maravillan cada día que pasa.
      Bien venidos, gracias y Xi - <3 da D

      Eliminar

É aqui que me mandas dar uma curva