sábado, 1 de fevereiro de 2014

Sam won't play again

"Os animais são pessoas, como nós somos animais." Teixeira de Pascoaes




Gato que brincas na rua 
Como se fosse na cama, 
Invejo a sorte que é tua 
Porque nem sorte se chama.
Bom servo das leis fatais 
Que regem pedras e gentes, 
Que tens instintos gerais 
E sentes só o que sentes.

És feliz porque és assim, 
Todo o nada que és é teu. 
Eu vejo-me e estou sem mim, 
Conheço-me e não sou eu.

Fernando Pessoa 




Para o meu querido Sam



Ainda não fez três anos. Fui buscá-los com pouco mais de 1 mês , numa tarde ensolarada do fim de Abril.
Coisinhas mais lindas e irrequietas da sua "mãe", ensinámo-los bem e sempre foram uns bons meninos.
O Sam era preto e branco, musculado e ginasticado como uma pantera, terno e doce como um cordeirinho, sempre a pedir mimos, afagos, festinhas...

Hoje foi dia de cabelo para mim. Era a manhã que o J tinha livre e veio cedo. Os dois malandros receberam-no com a festa de cheiros e miados do costume.
O J trabalhava-me o pelo e os dois peludinhos andavam em volta.
O Sam num segundo cai de lado. Não avalio bem a situação até ouvir um uivo, um lamento. Corri para ele e vi-o  desmaiado. Reanimei-o e a partir daí as coisas sucederam com a rapidez do raio que o fulminou.
Disse o eco-cardiograma que sofria do mesmo tipo de malformação cardíaca que vitimou o malogrado Feher.

Já não voltou connosco, o meu príncipe brilhante. Tive que o deixar lá onde ficam os que já não vivem neste tormento.

O Dean não pára de miar. Foram sempre os dois, desde as entranhas da mãe e agora está sozinho e assustado. Não quer nem colo, nem afagos, não nos quer ver, talvez porque não queira sentir. Procura o Sam por todo o lado e o seu miar é tão triste....
Se existe algo para além disto, desta tristeza a que chamamos vida, espero que o Sam esteja lá, para que quando for a minha vez de chegar, me receba com turrinhas e que me peça miminhos... hoje não vou esconder as lágrimas, a memória do Sam ainda ontem em cima do móvel a olhar-nos ladino, é dolorosa demais. Hoje é dia para chorar até gastar os olhos que nunca mais o verão.



                                   

38 comentários:

  1. Saudades que doem...

    Vi o musical e adorei.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi muito mau. Dar tempo ao tempo e deixar as lágrimas correr.
      Obrigada Mona Lisa.
      Beijinho

      Eliminar
  2. ainda há pouco pensava no meu cão, a falta que me faz, quando chego a casa... 2013 levou-mo. uma treta, D. uma treta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha querida menina. Estamos destroçados. Foi súbito e horrível. Dia que chorar faz bem, mas quem diz não deve entender muito destas coisas. O outro é uma sombra triste numa busca vã com miados que parecem lamentos... Dar tempo ao tempo, e ir buscar + 2bebés para brincarem com o Dean...
      Obrigada e beijo grande

      Eliminar
  3. Oh tão triste, D... Uma dor que tu e o Dean vão ter de suportar, mas que custa tanto.
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos todos arrasados. Hoje é para deixar correr as lágrimas livremente. Ninguém podia imaginar. O Dean não vai ficar sozinho e triste, mas temos que dar tempo ao tempo.
      Obrigada querida Laura, beijinho

      Eliminar
  4. ... singela e sentida homenagem aos amiguinhos de quatro patas! Solidário na sua perda, entendo bem a sua tristeza, amiga!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Quicas. Custa demais. É difícil explicar a quem não entende, que os meus gatos são dois familiares chegados, meigos e desinteressados e que ver o que o vi hoje e ter que deixá-lo ir, foi avassalador e doloroso demais.
      Obrigada pela compreensão
      Uma abraço. D

      Eliminar
  5. Era e é o melhor sempre e para sempre no coração daqueles que o conheceram.
    E é muito bom relembrar os miminhos, os miados, a fofuras, as traquinices e tantas coisas e momentos bons :'(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Bat Cat estará sempre nas nossas mais ternas memórias, porque era um gato fora de série. Obrigada por tudo meu amor. És a minha querida.
      Beijo muito muito grande

      Eliminar
  6. Custa muito ver os nossos amiguinhos partir.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade Mara. Dói demais. Penso a título de consolo que ele não sofreu muito.
      Obrigada e um beijinho

      Eliminar
  7. Que notícia triste . Tu tem calme e olha pelas raparigas e pelo outro que também se deve sentir perdido.
    Força, beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cry me a river and dig. me a grave of sorrow....
      Obrigada amiga. Beijo

      Eliminar
  8. Respostas
    1. Obrigada querida Palmier. Retribuo do coração.

      Eliminar
  9. Como já passei por vários desses momentos dolorosos, e por amá-los tantos q foi impossível não me emocionar, eles deveriam ser eternos. Fique na paz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é a primeira vez, e infelizmente não será a última, mas custa, doi, sei lá...
      Obrigada Marina pela simpatia.
      Beijo. D

      Eliminar
  10. entendo, perdi uma cachorrinha que amava demais. demora a passar esta dor.

    http://umanjotriste.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi muito mau de ver, e depois só quem passa pela dor da perda sabe como é.
      Vou tentar recomeçar que me deixarem.
      Obrigada Jeanne pelo apoio.

      Eliminar
  11. Se a vida é breve -- uma vida com partilha de emoções é infinitamente mais vivida. Para o Sam, ter quem o acarinhasse e o recorde, alguém como a M D, é talvez a melhor vida que poderia ter. Perdi o "meu" Sam (embora com outro nome), há muitos anos, ainda a recordo. A minha sincera solidariedade, cara M D.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá X, obrigada pelo apoio. Dizem que os animais não pensam, mas se vissem e ouvissem o Dean a miar à porta a noite toda, (a chamar pelo Sam, será ?) talvez reconsiderassem tese.
      Um bom Domingo e mais uma vez obrigada pelo apoio.

      Eliminar
  12. Eu sinto muito pela sua perda ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá OldAFSarge, Muito obrigada pela simpatia e pelo apoio.
      Um bom Domingo.

      Eliminar
  13. Lamento muito a sua perda, M D, e também quero deixar aqui um abraço de solidariedade. Pelo menos sabemos que o Sam foi um gato feliz. E isso vale, não vale?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Susana. O Sam e o Dean foram amados até à exaustão desde que vieram morar connosco, isso é um facto. Dois traquinas lindos, saudáveis e felizes. Vale tudo, vale sim.
      Muito obrigada pela simpatia e pelo apoio.Um bom Domingo.

      Eliminar
  14. Só via agora, querida D. Lamento tanto. Há animais bem melhores do que certas pessoas que conheço. Amam-nos incondicionalmente e o pouco de água, comida e carinho que pedem em troca, é insignificante comparado com tudo o que nos dão.
    O tempo ajuda, já se sabe, mas custa muito. Força, miúda.

    ResponderEliminar
  15. Olá M D,

    Eu conheço essa dor da perda de seres luminosos (os gatos), o melhor é chorar,liberando

    a emoção e o espaço da saudade... E ficar bem próximo do outro gatinho,somando a saudade

    e ampliando o sublime afeto.

    Beijinho e um abraço de solidariedade...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Suzete, obrigada. Tem sido muito mau. Já é a 2ª noite que o Dean mia sem parar à procura do irmão e não sabemos como o consolar. Esta semana ou para a outra vou ter outro gatinho bebé. talvez ele não se sinta tão só. mesmo que não sejam amigos e só se tolerem, é uma presença que o faz sair do marasmo da tristeza.
      Obrigada pelo apoio e pela simpatia. Boa semana.

      Eliminar
  16. Bellos !!!!!!!!!!!!!!!!!! :) Un calido saludo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hola Idolidia, Gracias por tus ventiles palavras.
      Cordialíssima Saludos
      XX

      Eliminar
  17. Respostas
    1. Hola Alexandra. Costa Rica! Maravilloso!
      Enorme abraso.
      Saludos!!!

      Eliminar
  18. Desculpa-me por não ter estado aqui…
    Lamento tanto D….
    Desculpa
    Um abraço apertado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha querida, ninguém poderia prever. Acontece.
      Sei que se cá estivesses, me tinhas dado todo o conforto e miminhos do mundo, como todos os meus amigos que foram incansáveis. És uma querida menina. Conforta- me saber fiz tudo o que pude, que não chegou a adiantar nada , mas fiz, e eles sempre foram os príncipes cá de casa.
      Um beijo do tamanho do mundo !

      Eliminar
    2. E esse sentimento, o de ter feito tudo, o de ter estado com eles é tão reconfortante!
      Saber que eles se sentiram amdos e importantes até ao fim (que nunca acaba porque vivem na nossa saudade)
      Sim teria dado, sim.
      Um beijo enorme minha querida D

      Eliminar
    3. És um doce, minha querida. Mil beijos. :)

      Eliminar

É aqui que me mandas dar uma curva