quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Bandits !

"Roube ainda hoje! Amanhã pode ser ilegal." - Millôr Fernandes




"Ergo rapina in aliquo quo casu est licita. 
Quer dizer: A rapina ou roubo é tomar o alheio violentamente contra a vontade de seu dono; os 
príncipes tomam muitas coisas a seus vassalos violentamente, e contra sua vontade: logo, parece que 
o roubo é lícito em alguns casos, porque, se dissermos que os príncipes pecam nisto, todos eles, ou 
quase todos se condenariam: Fere omnes principes damnarentur. Oh! que terrível e temerosa 
conseqüência, e quão digna de que a considerem profundamente os príncipes, e os que têm parte em suas resoluções e conselhos" - Sermão do Bom Ladrão - António Viera




Como a maior parte dos que não nasceram em berço de ouro, a minha família sempre viveu do seu trabalho, sempre trabalhou para viver.
Todos os benefícios e qualidade de vida que conseguimos a nível pessoal, não herdámos, não ganhámos ao jogo nem roubámos: É fruto do nosso trabalho.
A minha casa é o meu castelo e um verdadeiro soberano e senhor defende o seu feudo até ao último homem. A minha casa é o meu casulo, a minha concha, o meu porto seguro. 
A minha casa é o único lugar no mundo inteiro onde eu posso ser eu, despida de preconceitos, desafivelada de sorrisos e protocolos, descalça de confusões.
A minha casa não é minha. Por enquanto ainda não.
Como muitos outros milhões a quem ainda lhes faltas uns anitos "antes de chegar a idade da reforma" ( nem sei se rio, se choro), navegamos ainda no mar revolto do crédito a habitação.
Deixem-me esclarecer que navegamos tranquilamente, apesar da tristeza e revolta que nos consome. 
Provavelmente somos uma gota de agua no oceano do descontentamento, mas a vida é assim, implacável e sem contemplações.
 Todos os anos, no mês imediatamente após os nossos aniversários, somos ambos contemplados com um aumento da prestação mensal, porque... envelhecemos um ano.
Se pagamos seguro de vida/crédito, este imposto de velhice é um autêntico roubo, pois prestações fixas , como o nome indica, é suposto serem imutáveis, ou não ? 
Incertezas, só incertezas... se irrevogável já não quer dizer o que consta no dicionário, provavelmente imutável também não e eu desconhecia completamente, quiçá ?






"Eu continuo a ser uma coisa só, apenas uma coisa - um palhaço, o que me coloca em nível bem mais alto que o de qualquer político."
                              Charles Chaplin



                                 

16 comentários:

  1. Obrigada pela visita, que ora retribuo. Também gostei do seu espaço. Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Marilene, seja muito bem-vinda .
      Obrigada e um Xi-<3
      D

      Eliminar
  2. Olá M D Roque, e que tudo esteja bem!

    Ainda que por gratidão, em parte, mas, também por curiosidade, pois como você, eu também gosto de ler e escrever, eu cá estou visitando este teu belo espaço, e digo que li este teu belo e intenso texto!

    Também acho uma pena que a justiça por ser cega, adote "dois pesos e duas medidas" quando o assunto é punir larápios, e como você disse, seguimos vivendo por conta do nosso suor e trabalho, ainda que nos tirem mais que devido!

    E assim agradecido por tua gentil visita e generoso comentário eu me vou desejando que seja sempre deveras feliz o teu viver, e, não prometendo presença constante, porém sempre que possível por cá estarei a ler teus belos e intensos pensamentos, um grande abraço e, até mais!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Sotnas, seja muito bem-vindo. Bom saber que este meu pequeno sítio no ciberespaço lhe agradou qb, . Ninguém tem o dom da ubiquidade, portanto sempre que quiser, mi casa es su casa.
      Muito obrigada e um grande abraço. D

      Eliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Evandro, agradeço ter passado por cá, mesmo sem comentário.
      Abraço!
      D

      Eliminar
  4. Boa tarde! Adorei o seu blog.
    É verdade isto... São tantos impostos, pra tuuuudo! E agora o salário mínimo aumentou e não foi para nos beneficiar, afinal, os preços vão subir também. Vamos ver como vamos ficar depois da Copa do Mundo, não boto muita fé nesse Brasil... E o comentário acima apagado fui eu, entrei com o login do meu namorado e nem percebi :bb desculpe :x

    Tenha uma ótima semana!
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Camila, seja muito bem-vinda . Eu sinceramente já não tenho quase fé no. Mundo, mas vamos levando, um dia de cada vez. Aqui em Portugal para além de não se vislumbrar a efectivação da idade da aposentadoria, mesmo depois de quase 40 anos de descontos para o estado como eu, ainda nos presenteiam com estes mimos que os nossos gestores de conta se engasgam em explicar. O povo é sereno, mas até quando ?
      Grande beijinho e um muito obrigada do tamanho do Mundo.
      D

      Eliminar
  5. Infelizmente os bancos fazem o que querem, cobram-se do que querem e a justiça continua cega perante estes roubos...sim, isto são roubos aos nossos bolsos. Os vencimentos diminuem, os impostos aumentam, as taxas aumentam e por aí fora.

    Eu nem conhecia essa taxa de velhice, mas com os seguros de vida parece-me uma coisa perfeitamente incrível. Já nem sei o que pensar deste país ou destes tempos.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá JP, folgo ter-te de volta. Isto que eu chamo "Taxa de Velhice" é a taxa de risco que os bancos supostamente correm com os empréstimos a cidadãos com mais de 45 anos. O que está errado aqui, é que os seguros de vida são exorbitantes e obrigatórios, e claro está a favor do Banco. Inventam coisas mirabolantes para explicar por quais off shores andam os nossos PPRs e porque é que não podes mexer no TEU dinheiro, sei lá.... Hoje li num Grand Blog que precisávamos duma guerra para arejar... Dá que pensar , não dá ?
      Beijinho, JP. D

      Eliminar
  6. Sabes que já pensei nisso ? Que qualquer dia temos que pagar imposto de aniversário ? É que quanto mais velhos, menos produtivos e mais encargos para o estado....
    Beijos D querida
    Luisa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já mandei vir um catálogo de andarilhos para poder escolher um para continuar a trabalhar até aos 70 , pelo menos. Assim no género da Miss Finster do Recess. Velhos cheios de artrites Alzheimer e Parkinsons são o que se chama liabilities, porque não podem nem deixam exercer condignamente uma função. Ainda havemos de acabar nos submarinos do PP para um género de Final Solution à portuguesa.
      Beijinho Luisinha. D

      Eliminar
  7. Tenho a dizer que quem passa a vida a arrotar postas de pescada, armar-se em coitadinha por lhe aumentarem qualquer coisa na renda da casa PRÓPRIA é triste de ir às lágrimas. Tenha vergonha MADAMA !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ena ! Um Anónimo só meu ! Unzinho só para mim... estou até comovida, Caro Anónimo, seja muito bem vindo ! Tem à sua disposição a caixa de comentários para destilar o seu veneno à vontade, porque não me aquece nem me arrefece. Para ser franca o que me tem arrefecido bastante são os pés, e só consigo adormecer com umas peúgas polares e 2 cobertores também polares embrulhados dos joelhos para baixo, mas isso agora não interessa nada.... Pois como dizia, , mi caas es su casa e desanque-me para aí á vontade, se isso o faz feliz. Gostava de o conhecer pessoalmente ( quem sabe até conheço) para lhe dizer cara a cara duas ou três coisinhas, mas respeito a lei do Anonimato dos Blogs, embora nem sempre concorde com ela.
      Bute aí, have fun !!!
      Bom 2014 para si também. Agua com gaz faz bem à azia.
      D

      Eliminar
  8. Agradeço a visita, que espero se repita mais vezes

    A foto do cabeçalho é linda e adoro mar


    Gostei das citações e do texto, que - além do mais - está muito bem escrito.

    Bons sonhos, D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá São, seja muito bem -vinda.
      Obrigada pela companhia. Um bom 2014
      Um grande beijo da D

      PS: A foto fui eu que tirei :):)

      Eliminar

É aqui que me mandas dar uma curva