sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Chariots of Fire


"Assim é que se chega aos astros." Virgílio




The Master Speed

No speed of wind or water rushing by
But you have speed far greater. You can climb
Back up a stream of radiance to the sky,
And back through history up the stream of time.
And you were given this swiftness, not for haste
Nor chiefly that you may go where you will,
But in the rush of everything to waste,
That you may have the power of standing still-
Off any still or moving thing you say.
Two such as you with such a master speed
Cannot be parted nor be swept away
From one another once you are agreed
That life is only life forevermore
Together wing to wing and oar to oar 


                               


PS:Post dedicado a todos os thrillseekers,  os viciados em adrenalina que pagaram o preço máximo pelo último shot.



16 comentários:

  1. Pois, a vida tem muitos espelhos e, alguns, já não reconhecemos. Os relógios não avariam, mas mesmo avariados o tempo foge. Foge-nos, melhor dizendo. O momento é, pois, aquilo que melhor pudermos aproveitar.

    Beijinho
    (não naquela velocidade que colocaste...olha que as multas são pesadas :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :):) é areia seca por dentro dos dedos abertos JP, bem queres agarrar, mas vai-se aos poucos.
      Obrigada e beijinho. D

      Eliminar
  2. Um feliz 2014 com muitos sonhos concretizados.
    http://crismandarini.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Chris. Retribuo os votos. Saúde e paz, porque o resto a gente faz. Beijinho e um excelente 2014. D

      Eliminar
  3. [e....ventania que levite dores,

    amor a engravidar alvoradas,

    poesia para dias de espanto]



    bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Beleza em lágrimas de pérolas Margoh, lindo. Obrigada.
      Um beijinho. D

      Eliminar
  4. É mesmo, o tempo corre e quando damos por isso é porque já "envelhecemos"...:-)
    Mas felizes dos que envelhecem, quando outros não conseguem chegar à idade adulta?...Sim, cadáveres bonitos e jovens não têm piada nenhuma.
    Muito boa a escolha do poema de R. Frost!
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na Grécia antiga os homens eram educados para viverem com honra e morrerem em combate, jovens e belos ( a Ilíada e a Eneida estão repletas de passagens que explicam o porquê)
      Acho que uma vida ceifada mal a semente brotou é lastimável para quem parte, mas mais ainda para quem fica, porque creio que é uma perda que ninguém consegue superar.

      Beijinho Laura, obrigada

      Eliminar
  5. Olá M D, boa noite! Te vi como seguidora lá no meu recanto e cá estou para agradecer, retribuir e conhecer o seu belo espaço. Pois sim minha amiga, o que estamos precisados é de olhar a vida com olhar mais calmo, sem correria e desgaste desnecessário. Muitas das tribulações que vivemos no final das contas não nos levam a NADA, a não ser estragar a nossa delicada saúde mental, física e emocional...
    Beijos carinhosos e Feliz Ano Novo pra você.
    Marilene
    marilene-folhasfloresesutilezas.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Marilene , bem -vinda. Tem toda a razão quando diz que precisamos meditar, precisamos de paz para conseguir a calma tão necessária à travessia destes dias atribulados. Agradeço a companhia.
      Desejo um excelente 2014, com muita saúde e paz, porque o resto a gente faz.
      Um beijo. D

      Eliminar
  6. Pois, tocaste-me numa ferida: o tempo.

    Dispensava as 'mais rugas...' e tudo o mais.

    Não gosto de envelhecer.
    Penso que é uma aprendizagem ou uma inteligência que nunca atingi.

    O tempo...esse malandro carrasco.

    Um beijinho meio deprimido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A única coisa que o tempo nos dá é sabedoria, o resto leva a galope. Obrigada, querida Pérola, beijinho. D

      Eliminar
  7. Adorei este post. Percebi e tocou- me fundo. Ler os comentários também foi gratificante. Beijos. Luisa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viver à velocidade da luz não nos faz ganhar tempo, bem pelo contrário, podemos ficar sem tempo e sem nos aperceber-mos, o tempo acabou. Beijinho. D

      Eliminar
  8. Feliz sábado! por um instante me lembrei de algumas coisas que fiz ontem e de outras que não fiz, o seu texto nos traz para uma reflexão necessária e urgente.
    Vivemos em dias que o colorido já não encanta tanto, a necessidade de sobreviver e lutar para isso não está permitindo que muitos tenham o prazer de se satisfazer com uma vida modesta, muitos não perceberam que mesmo tendo um certo poder aquisitivo sua vida ainda não vem disso e sim Daquele que nos dá gratuitamente o dia e a noite sem preconceito algum.
    Obrigada por este texto tão exato para este dia.
    Fraterno abraço
    Nicinha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade que vivemos a 1000 à hora e estamos tão rotinados na velocidade com que os dias vão e vêm que quase não damos pelo passar do tempo. Lembro-me perfeitamente de há um dia ou 2 atrás estar a ajudar a minha filha a vestir-se para o casamento , e já lá vão quase 6 meses... não tarde nada é Verão outra vez e depois até ao Natal é de novo um ápice.
      Obrigada, Nicinha, beijinho. D

      Eliminar

É aqui que me mandas dar uma curva