quinta-feira, 27 de junho de 2013

Sonhos húmidos

"Se os factos não se encaixam na teoria, modifique os factos " - Albert Einstein





Facto : Está Calor -  Eu tenho destas coisas geniais... é que ninguém tinha ainda dado por isso...

Facto : Dói-me tudo -  O contrário é que seria um acontecimento a nível planetário, mas a verdade é que não fiz nada...  fazer nada também faz dores ??

Facto: Dói-me tudo II - Beber coisas à noite, tipo sumo de laranja fresco, não ajuda nada.... em nada... Os manos Grosso e Delgado é que sofreram as consequências, coitados... eu que já pari duas vezes compreendo-os bem...

Facto: Dói-me tudo III- As correntes de ar, que eu prefiro, vá lá saber-se porquê, ao ar condicionado, lixaram-me as costas todas, e estou meio perneta, ombreta e braceta...tudo do lado esquerdo, provavelmente para apoiar os grevistas, sei lá...

Facto : Devo ser das poucas pessoas que quando se levanta, em vez de ficar em pé, tem que se pôr primeiro de gatas, what gives "levantar" a bad name...

Facto: Hoje estou de folga e como não tenho nada melhor para fazer, decidi fazer greve, para experimentar. Já diz Goethe que " Nem todos os caminhos são para todos os caminhantes", por isso toca a  experimentar ser grevista por um dia, e ao mesmo tempo, fazer exercício( caminhos, caminhantes , Dâh-â)

Facto: Sinto-me pesada - Bem,  eu estou pesada, se não me sentisse pesada, seria muito estranho, ou sinal de que era oca... credo...

Facto: Encher-me de creme anti-celulítico e embrulhar-me em película aderente, vestir um pijama quente e tentar dormir tranquilamente é uma anedota muito gira.
(Anotar mentalmente para experimentar auto-bronzeador)

Facto: Bebo 3 a 4 litros de líquidos por dia, por isso, faço a ronda dos WCs à noite um ror de vezes... Espero que conte como exercício físico.

Facto: Como menos, o que é normal para a época... mas só me apetece comer "maravilhas", tipo Cheesecake de frutos silvestres, Trifle de frutos vermelhos, sonhos húmidos( recheados de chocolate batido com mascarpone e manteiga de amendoim) .... o pior, é que faço e como mesmo.

Facto : Pus de parte a ideia dos sonhos húmidos( fritos, e blá-blá-blá); panquecas com maple syrup fresquinho do the trick.(Apontar mentalmente que se impõe uma ida à Loja Americana ou ao SuperCor)

Facto : As minhas filhas são umas chatas .... nada a acrescentar, é um facto incontornável.

Facto:  Daqui a 2 horas vou ao dermatologista por causa dos sinais... filhas em acção...

Facto: As minhas costas são mais complicadas de decifrar do que um livro de código da estrada, com tanta sinalização ; os sinais em 3D devem ser as lombas...

Facto: A Mãe foi ao médico dos sinais e veio de lá com mais cicatrizes do que um desastre na via férrea, e eu estou para ver...

Facto: Nem toda a gente se pode dar ao luxo de ter pequenos prazeres...






Pequenos Prazeres.
..



Quem pode ... estar deitado no chão a olhar para a Lua





Quem não pode ... estar sentado no chão a olhar para a Rua 








segunda-feira, 17 de junho de 2013

Pain & Pain.... and pain again... Boring....

"Não há dor que o sono não possa vencer" - Honoré de Balzac


Balzac, meu filho, és um lírico....







"Não há dor maior do que a dum amor não correspondido"... li isto há uns tempos algures e se eu fosse de Marias, TVs 7 dias e afins, poderia jurar que foi lá que vi escrito, porque quem proferiu tal impropério seguramente não andava há uma semana com uma asa derreada, sem conseguir dormir de noite nem deixar dormir o Marido e o vizinho do lado, que , da maneira que me olha de esguelha no elevador deve pensar que eu e o meu piqueno andamos a brincar aos Tarzans a noite toda.  Deve pensar de si para consigo que gostaria de chegar à nossa provecta idade com garra para levar noites e noites  no forró, mas como é tenrinho , coitado, não lhe passa pela cabeça que eu sou mais de morder do que gritar e que o epicentro da acção se situa mais acima,  no meu ombro esquerdo....


Isto é mais difícil do que parece, pois apesar de ter abraçado com convicção a ideia de me tornar uma mulher de acção, acordar cedo,  dar caminhadas e amostras de corrida, há sempre algum músculo, osso, tendão, sei lá... há sempre qualquer coisa do contra, que vai entravando a minha decisão.







Ir para a Minha Guerra half-way a butes, está confirmado. Todos os dia lá vou eu com uns tenizinhos à pipi, pondo de parte o clássico sapatinho à 3ª idade, observando a relva, as osgas, as lagartixas, o lixo, os cocós dos cães por todo o lado, as flores que brotam lindas e, claro está, todo e qualquer um que por mim passa.

Para entreter o pensamento, jogo ao Who's Who, e vou caminhando entretida. 

Está claro que nunca sei se acerto ou não, já que habito por estas bandas há 13 anos e não conheço ninguém, mas há uma particularidade em relação a mim e a todos os que vejo que salta aos olhos por tão evidente que é : Eu sou branca e eles não são. Reparem que não estou a dizer que são pretos, castanhos, azuis, verdes, amarelos, vermelhos ou cor de rosa às bolinhas... Tão somente constato o facto de que têm cor de gente, enquanto eu pareço um reclame Dinamarquês de 5ª categoria "Bruge blegemiddel Nordbro"...

Ah, é a cor da saúde... em alguns casos até pode ser, mas nos outros é a cor do solário... Com o advento da minha ascenção á categoria de Sogra a aproximar-se a galope, uma corzinha até que não ia mal... 


Já viram os convidados do "lado de lá" perguntarem quem é a batata sem casca ao lado da noiva ? Praia, não posso,nem tenho tempo : quando as praias abrem para o relax das massas, a Minha Guerra também está a funcionar com idêntico propósito. Durante a semana, quando posso, ou estou doente, ou estou sozinha, ou tenho mais o que fazer....
Tive uma experiência surreal no solário do Colombo há prai 10 anos ou mais, quando fui madrinha no casamento do Menino.  Para além daquilo ser claustrofóbico , bronzeou-me ÀS RISCAS!  Ou seja, todas as partes adiposas que assentavam no vidro enquanto de costas, ficavam lindamente douradas, o resto nicles, virasse-me eu as vezes que quisesse.
Disfarcei com collants de Verão e uma echarpe larga, mas na praia, parecia que não tinha despido o pijama...  

Fiz um figurão nesse ano em Alvor , mas é daquelas coisas , quero lá saber...

Tem dias em que a sensação de ter a cidade só para nós e mandar os outros até ao bilhar grande é sublime...

Devia ter mais dias desses...



PS.: Todas as fotos foram tiradas no mesmo dia , no espaço de 2 horas.... ( excepto a dos tenizinhos á pipi)

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Morte em Beleza.... Ou como há quem não tenha coisas mais importantes em que pensar...


"O  sonho é o alívio das misérias dos que as têm acordados." 
Miguel de Cervantes




Julgo que ele ainda vive, mas já perto 

Da Morte: sombra escura, abysmo aberto... 
Pesadêlo de treva e nevoeiro! 

(Teixeira de Pascoaes)



Toda a gente tem os seus odiozinhos de estimação. Eu não odeio-odeio ninguém, mas há bem um par ou dois de pessoas que conheço, a quem lhes podia sair o Euromilhões e irem fazer um cruzeiro non-stop à volta do Mundo , com tudo incluído... de preferência a bordo  do Titanic. São pessoas asquerosas, revoltantes, a quem eu trato surpreendentemente bem, porque eu não posso descer ao nível dum reles reles. Nem sei se existirá qualquer coisa como sub-reles, mas como nas palavras de Lao Tsé se deve manter os  amigos perto e os inimigos ainda mais perto, eu faço por isso, e também porque os meus paizinhos me souberam educar bastante bem.

Mas a vida desliga à noite, quando te deitas, quando jogas á bisca com o sacana do Morfeu e ele te deixa ganhar durante umas horinhas, só para contrariar, até tirar o fortunoso trunfo da manga e te levar no helicóptero ( asas, com o meu peso, não estão a ver, boa ?) para o tal reino encantado que o Freud explica tão bem.

Os meus sonhos são invariavelmente estranhos, porque têm quase sempre a ver com casas e água, mas esta semana bateram o record da bizarria !

Pode ser cansaço, pode ser recalcamento, pode ser desejo... posso andar a ver muitos filmes que se traduzem num significado onírico fantasista... sei lá, mas foi giro, lembro-me e vou contar.

Chovia lá fora; grossos pingos duma água barrenta que por tardia  no ano, acartava consigo toda a imundície que a Primavera não lavou. Batia na janela com força e deixava tristes riscos verticais que tornariam a pó. Estava em pé na cozinha e os traques do maldito candeeiro de tecto sobrepunham-se ao Madness dos Muse que tocava  como música de fundo enquanto eu, usando uma cabeça de lobo decepada e presa com flechas quebradas aos ombros,  gritava em plenos pulmões :




L'amour est enfant de bohème; 

il n'a jamais, jamais, connu de loi
. Si tu ne m'aimes pas, je t'aime, et si je t'aime
, prends garde à toi!Prends garde à toi
!Si tu ne m'aimes pas, si tu ne m'aimes pas, je t'aime!
Prends garde à toi!
Mais si je t'aime, si je t'aime, prends garde à toi! ....



... O que como podem ratificar, quem disse " diz-me o que lês, dir-te-ei quem és" era um gajo bem doutrinado nas coisas da vida...

Continuando :







Eu cobria tudo , bancadas, chão, parede, tudo... com sacos vazios do Jumbo.  Alguém estava deitado na minha mesa de cozinha, amordaçado e nu. Que nojo, pensava eu, um gajo que passou a vida inteira a armar aos cucos com todo o que mexia e vestia saias, afinal é "isto" ? ... é que mesmo depois de bem amukinado, marinado, e salteado com miso e vegetais, não chega a nada... a NADA, caramba !  Grande monte de esterco, que não vales nada ! Por uma vez na vida consegue uma pessoa ter um sonho em condições em que personifica o seu herói  para isto ?? Grande porra!






Miolos ! Uma cabeçorra daquelas deve ter uma mioleira considerável lá dentro ! Peguei na lima de unhas, naquela que costumo ter de parte quando uns sapatos mais apertados me fazem fungos na unha do dedão e que é preciso tratar, e tratei de começar a abrir-lhe a cachola. A pingar suor em gotas mais grossas do que as da chuva que batia na janela, enquanto a alimária trauteava "Raindrops keep falling on my head"  com um gorgolejar do fundo da garganta, fui escolher da minha panóplia de instrumentos de serial killer, outro que não a lima, mais adequado para uma craniotomia. Voilá ! um corta unhas dos grandes, da loja dos chineses, conseguiu em poucos segundos o que a lima não conseguira em horas .







Pop ! Saltou-lhe a tampa como uma garrafa de coca cola agitada até á exaustão, mas para meu grande espanto a massa encefálica era azul !! ...ou estava podre, ou era aquela a cor da porcaria que os chicos espertos têm dentro da cabeça... Fogo ! perde uma pessoa um sonho inteiro a tentar  Hannibalizar aquele pedaço de esterco, e não tem nada que se aproveite, nem ponta por onde se pegue !
Olhei com tristeza para a minha cozinha... tanto trabalho para nada ! Então e o jantar ? Marcham tostas mistas e sopa de legumes... fazer o quê ?

Então e o corpo pah ?!  Ah, isso mando pela janela... as Senhoras e Senhores e Meninos e Meninas de bem aqui desta zona nobre não têm por costume apanhar os cagalhotos dos canitos que passeiam para a frente e para trás durante o dia todo, por isso mais  monte de m*rda menos monte de m*rda no passeio ninguém vai notar....

Entretanto o Bat Cat e o Fat Cat lutavam pelas asas duma borboleta peluda com cara de Bacalhau Seco ! Larguém lá isso, que está cheio de cobardias e indecisões e ainda vos vai fazer mal !  E peguei num chanato de pano para os vergastar.... e foi então que acordei  !


Lá me levantei e fotografei o nascer do sol, que instagramo fazer "bués"... cá vamos cantando e rindo... hoje sei que vou observar o sapateira pelo canto do olho e sorrir para comigo... pah, casca dura e m*rda na cabeça, what else ???



                  

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Escritos Dispersos

Se os macacos soubessem aborrecer-se, poderiam tornar-se homens
( Johan Wolfgang Von Goethe )


O D do meu nome, deveria ser DD e o seu significado das Dores.... mas não é.
Tenho um little black book, onde à laia de catálogo, vou escrevendo e enumerando todos os achaques que me dão, tornando assim bem mais fácil de os  identificar, por exemplo : 324- picadas no joanete do pé esquerdo...

Este blog poderia ser sobre doenças, PDI, etc, seria diário e teria pano para mangas. Mas não é.

Eu comecei este blog há um ano para escrever opiniões  e conhecimentos adquiridos nos meus muitos anos a palmilhar por estas paragens terrenas, mas comecei a escrever sobretudo para poder contar algumas memórias que me são gratas, factos com alguma relevância que marcaram a minha vida, momentos de tristeza e felicidade....

Nunca poderia escrever um fashion blog, pois não sou de modas, nem um blog especializado em algo, já que aquilo que sei fazer melhor é comer, e neste momento estou como a nossa amiga Ursa de Quadripolaridades : a tentar começar o dia # 1 da dieta. 

Para boa disposição temos a nossa Palmier e a Sexinho , por isso de humor, também não pesco muito.


Também nunca poderia escrever um blog tipo"Diário de Bordo", porque seria aborrecido e chato e vira o disco e toca o mesmo. Não corro, não pedalo, não nado...nada, não faço nada de jeito.

Escrever bem como o Tolan ou o Pipoco, é coisa que não me assiste, por isso contento-me a anotar pensamentos mais de mim para mim , e de dar "bicadas" à guisa de comentário nos blogues bons, naqueles que dão "pica" ler.

A Minha Guerra anda sem grandes confrontos que mereçam a a pena relatar, as minhas séries favoritas de televisão, deixam-me confusa e chateada, se vou passear a pé , acabo sempre por me aborrecer com os fantasmas das alegrias que foram e já não são e que agora não passam de arremedos de tristezas...

Não muito longe vai o tempo em que escrevia um post, dois ou três por dia, assim à mercantilista...

Olha, a semana passada fez calor e o tempo esteve bonito, agora... estou a ver se chove...

PS.: Não fui à feira do Livro. Como faço anos ( ...mais um) daqui a algum tempo, fico a aguardar a surpresa do costume. Se não me "surpreenderem" há sempre a Bertrand e a FNAC... não dá é para ir para lá armar , mas encontramos sempre o que queremos...