domingo, 29 de dezembro de 2013

Any Given Sunday

"Da árvore do silêncio pende seu fruto, a paz." - Arthur Schopenhauer





Silencio

Yo que crecí dentro de un árbol
tendría mucho que decir,
pero aprendí tanto silencio
que tengo mucho que callar
y eso se conoce creciendo
sin otro goce que crecer,
sin más pasión que la substancia,
sin más acción que la inocencia,
y por dentro el tiempo dorado
hasta que la altura lo llama
para convertirlo en naranja.

Pablo Neruda






Os Domingos são dias normais, dias de trabalho. Dias de mais trabalho do que qualquer outro dos dias da semana.
Sempre trabalhei aos Domingos.
 O shot de adrenalina é administrado aos poucos. Começa a sentir-se o acelerar da pulsação no trajecto casa-trabalho, vai aumentando de intensidade progressivamente e de tal modo que, quando já devidamente armada e couraçada ai do primeiro Galactus que me tente enfrentar. Aos Domingos sou um fórmula um que pode ter corrido em Le Mans em 81 e para o qual a Porsche já não faz peças, mas caramba, um F1 é sempre um F1 e com  todos os predicados que um excelente bólide vintage pode oferecer.
Como qualquer outra antiguidade de qualidade, dias há em que o motor não pega, provavelmente problemas no carburador ou no injector e a solução é encostar ás boxes. Já tive Domingos assim, alguns, mais do que gostaria, mas exceptuando estas situações de oxidações na engrenagem, só não trabalho ao Domingo se estiver de férias.

Hoje é Domingo e estou de férias.

Vou aproveitar para fazer aquilo que tenho vindo continuamente a adiar, mas não consigo concretizar por falta de tempo : vou tirar o resto da  tarde para fazer NADA.
Será sem dúvida uma experiência diferente, pois fazer nada dá uma trabalheira enorme : como escolher entre uma miríade de coisas apetecíveis o que não fazer para poder fazer NADA ?
"É a desvalorização e a morte do sentido, a ausência de finalidade e de resposta ao “porquê” dizem os niilistas; mas se dizem o que dizem , porque pensaram no que disseram, a acção de pensar e dizer será NADA ? E se a uma acção corresponde sempre uma reacção, no fim acabaria eu no meio de alguma actividade. E qualquer dinamismo seria  seguramente algo, e algo nunca poderá ser NADA.
Fiquei baralhada demais. Vou adiar a tarde de fazer NADA para quando não estiver indecisa sobre o que não fazer.

Tenho 2 belos livros, N caixas de chocolates, meia dúzia de polares e 3 comandos (TV, Iris e Media Player) ... acho que se escolher oferecer-me as pequenas indulgências do costume, vou aproveitar o singular silêncio que por aqui reina e  passar uma tarde perfeita.

Até amanhã, lá, na luta : 

"Aqui é onde os encurralamos. Aqui é onde nós lutamos. Aqui é onde eles morrem."  Leonides

PS.: Quero esclarecer que somos só cerca de 150 e os Xerxes que recebemos  diariamente fazem com que  Termopilae pareça a Disneyland.



                               



16 comentários:

  1. Olá querida
    Vim agradecer a tua maravilhosa companhia em 2013. Os momentos que compartilhamos foram espetaculares e únicos.
    Um Ano Novo vai começar.
    Serão 365 dias com novas oportunidades.
    Então ouse... mude... estabeleça metas... mas não faça promessas!
    Viva intensamente cada dia!
    Escreva uma nova história...
    E nela eternize somente os bons momentos...
    aqueles repletos de felicidade.
    Se as lágrimas vierem turvar seus olhos
    receba-as como uma bênção purificadora.
    Que a paz e o amor reinem absolutos em sua vida.
    Seja muito feliz em 2014!!!!!!!

    Beijos com meu carinho e minha sincera amizade
    Gracita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Gracita. Agradeço e retribuo os melhores votos para 2014 !! Saúde e paz, porque o resto a gente faz. Um beijinho da D

      Eliminar
  2. Os teus textos são impagáveis! Para além de referências fantásticas têm também sentido de humor..; adorei essa imagem do bólide da Fórmula1 sujeito a ocasionais "oxidações na engrenagem"...:-)
    Realmente tens razão, não fazer nada é fazer sempre alguma coisa, mesmo que esse algo seja coisa nenhuma.
    O domingo para mim sempre foi um dia de preguiça, tenho sempre de fazer alguma coisa, mesmo que seja nada, mas faço-o tão lentamente.....Mas pelo que vejo, tu deves ter energia para dar e vender! Espero que estejas a ter, pelo menos em parte, esse "Perfect Day".
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se eu te disser que estive a ler Poe, a ver o E.T. a comer bombons e a chorar acreditavas ?
      A perfect afternoon. :):):)
      Beijinho. D

      Eliminar
  3. Não trabalho aos Domingos no trabalho profissional, mas trabalho sempre em casa. Tenho sempre milhões de coisas para fazer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o "estigma" de se ser mulher e mãe que nos acresce os afazeres. Normalmente o meu Domingo é à 5a Feira. Como diz a minha filha mais nova, quando acabo uma coisa, invento outra para fazer. Deformação profissional... Fazer o quê ? :):):):):):)

      Eliminar
  4. !Obrigado por seguir o meu blog. Por agora não consigo acessar meu blog. Eu não tenho nenhuma conexão com a internet em minha casa. Boas festas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Carlos Alberto, bem-vindo. Agradeço e retribuo os melhores votos de Bom Ano Novo, com saúde e paz, porque o resto, a gente faz.
      Abraço . D

      Eliminar
  5. Lágrimas são um "sequitur" natural ao ET :) Quanto a Poe, se forem "Os crimes da Rue Morgue" não se poderia pedir mais.

    Boa noite M D :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só pedi mais um Gin&Tonic que me soube pela vida. X marks the spot em "xeio".
      Resto de bom Domingo e um beijinho da D

      Eliminar
  6. Com a chegada do novo Ano.
    Leve somente tudo que lhe deu
    esperança tudo que lhe deu
    paz e mudança para um viver melhor.
    Desejo alegria de saúde , paz e amor
    o ano inteiro.
    Obrigada pelo carinho ,
    que recebi no decorrer desse ano
    és para mim presente de Deus.
    Um Feliz 2014
    luz e Paz no seu viver.
    Evanir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Evanir, muito obrigada !! Retribuo os melhore votos para 2014.
      Saúde e paz, porque o resto a gente faz.
      Um grande xi<3 da D

      Eliminar
  7. Resumindo, acabaste por não fazer nada e acabou o bem bom e vais trabalhar amanhã. Estou certa ou estou errada ?
    Beijinho. Luisa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a tua interpretação de fazer nada. Ok. Quanto a mim, em verdade te digo que estive a ler , a comer bombons e a ver TV. Afinal fiz ou não fiz alguma coisa ?
      GrandeXi<3 . D

      Eliminar
  8. Oh such a perfect day. Espero que tenha conseguido terminar esse projecto de monta. Como diz, fazer nada dá uma imensa trabalheira.
    Abraço
    Ruthia d'O Berço do Mundo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabe Ruthia, o processo de fazer NADA, é a meu ver extremamente moroso , infindável até. Noutras ocasiões tentarei levar-lo a um termo mais satisfatório.
      Um beijinho e Feliz 2014. Saúde e paz, porque o resto a gente faz. D

      Eliminar

É aqui que me mandas dar uma curva