segunda-feira, 22 de julho de 2013

Nothing Else Matters


"A beleza ideal está na simplicidade calma e serena." - Johann Goethe



Quando se ouviram os primeiros acordes de "Nothing Else Matters" tocado pelos Apocalyptica, olhámos todos para trás.

Onde começava a passadeira de pétalas de rosas brancas e perfumadas, estava ela, de braço dado com o pai.

O Pai, nervoso e hesitante, Pai-de-Noiva de primeira vez, perguntava insistentemente se estava bem, se ia bem, se dizia bem.

Ela, a pequena, a pequenina Pérola, a primeira da Mãe-ostra, estava calma, tranquila, serena. Irradiava uma luz, uma alegria e uma beleza no olhar, nos gestos e nas palavras que eu nunca antes tinha notado.

Estava realizada, estava feliz e inundava as pessoas e o espaço com a luz que irradiava.
Caminhava calma e decidida ao encontro do seu amor que a aguardava na outra ponta do caminho de flores. 

Olhavam-se através dos poucos metros que os separavam de olhos brilhantes, tão cheios duma alegria tão intensa e maravilhosa que desencadeou cataratas salgadas em todos os presentes, águas que brotavam teimosamente e cujo caudal foi engrossando sem querer de todo parar.

O Pai entregou-a, deram as mãos e avançaram de mãos dadas e corações jubilosos.
E disseram que SIM. E prometeram-se amor eterno. E selaram a promessa com um beijo.
E nós, que assistíamos chorosos, sentimos um baque no peito : era o coração a sorrir.



Meus queridos, a vida não é cavalgar um alazão branco com o pôr do sol em plano de fundo, mas é bonita apesar dos precalços , das dificuldades e das partidas que nos prega.
Desejo com todo o meu coração que sejam muito, muito felizes.



6 comentários:

  1. Caramba que com esta descrição até eu fui apanhada pelas cataratas salgadas!
    MUITAS FELICIDADES!

    ResponderEliminar
  2. Obrigada, Sexinho, minha querida. Obrigada pela ajuda e pelo apoio. Agradeço por mim e por eles. Muitos beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Muitos Parabéns e que sejam felizes...

    ResponderEliminar
  4. Sim, que sejam muito felizes.

    ResponderEliminar

É aqui que me mandas dar uma curva