sábado, 4 de maio de 2013

O Humor da Língua

"O bom humor é a única qualidade divina do homem." - Arthur Schopenhauer 





A escrita é um jogo de sedução. Juntam-se letras que formam vocábulos, que formam palavras, que formam frases, que formam parágrafos, que formam capítulos , que formam livros.
A arte está em saber a dança das letras, a combinação dos vocábulos, a magia das palavras,o magnetismo das frases, o dinamismo dos capítulos, em suma, a arte está em transmitir a sedução dos livros.

Eu sou uma alma simples que gosta de ler bem e ler bom. Nomes que não consigo pronunciar dizem-me muito pouco. Não sou de seguir tendências só porque sim. Não sou chauvinista só porque sim: nem tudo é que é nacional é bom...

Ontem trouxe uma pequena pérola comigo. Não  vou armar ao pingarelho e dizer que comecei a ler  e prossegui noite adentro  porque foi tão empolgante que fui incapaz de parar. Isso é para outros leitores, para outros blogues, para gentes doutras intelectualidades ( salvo se estivermos a falar na tetralogia da Saga Twilight)...).


Um autor que consegue explicar  as cambiantes da mentalidade felina tem forçosamente que ter um lado sensível, um lado feminino que explica tão certeiramente o amor como ele.





As crónicas no jornal diário são directas e incisivas e ainda não lhe li um livro que tivesse " não gostado" mesmo. A vida dá, a vida tira, a vida matura, a vida renasce.
Vou seguramente adorar ler este livro, porque afinal a p*ta da via é MESMO linda.

Um grande Beijinho




2 comentários:

  1. Eu adoro o MEC. É dos escritores da nova vaga o que mais e melhor descreve a realidade. Também estive no lançamento ! que giro estar ao pé de ti e não saber quem tu és !!!
    Mia

    ResponderEliminar
  2. Eu estava assim a modos que... undercover, sabes ? Eheheheheheheh

    ResponderEliminar

É aqui que me mandas dar uma curva