segunda-feira, 11 de março de 2013

Walk the Line.

" Não sou gordo, sou é baixo para o meu peso" - Garfield


Qualquer bicho careto que seja parco de palavras e raciocínio, sem  outra razão whatsoever  que não seja armar aos cucos, quando entabula um qualquer tipo de conversa à guisa de explicação , tem sempre " há uma linha que separa..." na pole position.


Parece que a publicidade pegou com força e que a frase se tornou o último cliché na  língua de Camões.



Oiço-a várias vezes por dia, principalmente na Minha Guerra e principalmente em conversas sobre tudo e sobre nada. Há sempre uma linha que separa ... o Benfica do Sporting ( tema mais frequente, principalmente se tivermos em consideração que uma linha é um conjunto de pontos); há sempre " uma linha que separa" os chefes dos que não são chefes.. pois, devia de haver devia, mas os chefes têm tantos rabos de palha, que se a linha lá está, quase nem se nota... etc, etc, etc...

Eu , que  nem sou muito de seguir tendências e até acho que os meus neurónios deveriam ser Património da Humanidade ( Cof...Cof...) , ontem dei por mim a repetir à Mãe, que "há uma linha que separa" o meu Vestido-de-Sogra ( ou vestido de mãe da noiva, como preferirem) ser número 44 e não ser 40... é uma linha curva fechada, chama-se circunferência e normalmente reside na zona do meu centro de gravidade....

Quem inventou as palavras dieta e ginástica devia ser primo do Torquemada e seguramente um grande inquisidor, pois magicou duas perfeitas formas de tortura. 
Ah, e tal, isso com uma dietazinha e uma ginástica localizada, ficas impecável no teu outfit e equilibrada nos teus stilettos. E eu tento... principalmente porque não quero parecer o Humpty Dumpty nem uma equilibrista maluca de saltos altos, cujo eixo de suspensão fica a milhas do dito centro de gravidade. 
Ah, e tal,  um ginásiozinho depois do trabalho... caramba, pah, haja bom senso ! eu passo o dia inteiro acondicionada numa couraça a suar as estopinhas e palmilho QUILÓMETROS !!! ... pois, já sei que o que eu faço não é andar (rolo os olhos à laia da miúda do Exorcista e faço uma  careta de dâ-â-â), é deslocar-me dum ponto para o outro com os pés e as pernas, porque caminhar para a linha, eu não caminho, ou pelo menos não o faço correctamente e por isso o resultado ser nihil ...


O Grande Acontecimento na vida da minha Pérola Maior aproxima-se a passos largos. Julho é já ali, e eu continuo na mesma : cara de sapo e c* de bomba.... É que "há uma linha que separa" a minha determinação em perder os tais quilinhos da grande vontade que tenho de o fazer... é a única linha na Terra que se avista do espaço à vista desarmada e que se chama Grande Muralha da China....

Já diz um sábio proverbio alentejano " Se um dia fores acometido por uma grande vontade de fazer algo, senta-te e espera que a vontade passe"


Tarde sed tute

6 comentários:

  1. É só atravessar a linha... Amanhã pode ser esse dia!

    (aprendi a dizer estas frases, de grande efeito, mas zero significado e suponho que esta linha que me sep...)

    ResponderEliminar
  2. Eheheheheh...Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje... mas como já é tarde, fica para outro dia...

    ResponderEliminar
  3. É uma linha invisivel que nós riscamos, antes não existina nada! Esque em qual filme e o perssonagem que faa isso =/ abraços

    ResponderEliminar
  4. A melhor dieta é reduzir na quantidade de comida.
    qual ginástica!

    Enche-te de água 1/2 hora antes da refeição e começa a comer em pratos mais pequenos. A crise agradece.
    E NUNCa, mas Nunca cedas às tentações de bolachas e afins.
    Podes passar uma fomezita, mas são só as primeiras 3 semanas. Depois vais-te habituando.

    Vai valer a pena.

    Um grande beijinho

    ResponderEliminar
  5. 3 semanas!!!! Ai Pérola... Eu quero viver par desfrutar da adquirida linha recta... 3 semanas seriam de caixão à cova, seguranente:):):)

    ResponderEliminar

É aqui que me mandas dar uma curva