segunda-feira, 25 de março de 2013

Going Bananas...

"Nenhum cidadão tem o direito de ser um amador em matéria de treinamento físico. Que desgraça é para o homem envelhecer sem nunca ver a beleza e a força do que o seu corpo é capaz" - Sócrates**


(** Só mesmo o Sócrates para nos aldrabar outra vez...)






Em dia de corrida, releguei para 2º plano os meus dotes de atlética Sofa Surfer e corri para a Minha Guerra, onde "correr" era a palavra de ordem.

Quando cheguei depois de uma Maratona de transportes, começava a Minha Guerra a ser invadida por atletas que tinham dado todos os litros na corrida, marcha ou simples caminhada e que pretendiam que os meus Bravos Soldados lhes recarregassem as baterias.

Como se debaixo de fogo cerrado estivessem, os Bravos Soldados movimentavam-se em diversas frentes, quase à velocidade do som, com o espalhafato que lhes é tão característico, com algumas escaramuças à mistura, mas num computo geral, muito profissionais e eficazes.

Eu, que costumo deambular pelas esquinas e recantos da Minha Guerra a uma velocidade de cruzeiro, tive que meter a 3ª, dar bem ao canelo e sprintar nalgumas lombas,  rectas e subidas, algumas vezes com os bofes  quase a sair pela boca, tal o efeito da inercia nas minhas curvas e contracurvas físicas.

Á porta da Guerra estava um mar de gente de todas as cores, tamanhos e feitios, os quais , provavelmente num apoio desesperado à coligação da Maioria Trapalhona, usavam sem excepção um qualquer apontamento laranja que contrastava com a desigualdade multicolor dos diversos equipamentos desportivos, e talvez por alusão á forma governativa dessa mesma maioria, se encontravam quase sem excepção a comer uma banana.



Este facto, que faria as delícias do Freud em N interpretações psicanalíticas, poderá ser ilustrado num simples slogan  " Portugal na recta final, com bananas no podium"...
O que interessa, nem é ganhar, é só participar e no fim receber os BRINDES!!! WoW!  Tem agua,  gelados, pacotinhos de leite, bebidas isotónicas e BANANAS!!!

Porque raio é que não fanei um dorsal e não fui para a "bicha" das bananas ?!?... é que sempre são BANANAS, pah, e da Madeira e tudo, como diria uma anafada matrona colorida e afogueada, sentada esparramada a arfar numa cadeira mais pequena que o seu "ponto" de apoio,  com o cabelo preso num toutiço e o saquinho laranja da EDP a abarrotar de...Bananas...

Enfim ... consumou-se a Bananalisação da 23ª Meia Maratona de Lisboa...

Na Minha Guerra, acabámos o dia com a satisfação do dever cumprido. Não foi dia de vitória suprema, não ficará nos anais da história,  mas ganhámos a batalha e ganhar , como diria uma "grande pensadora" portuguesa, é o contrário de perder, por isso  já não é chita.

6 comentários:

  1. Eu que gosto tanto de exercício físico só me consegui rir com o teu post.

    ResponderEliminar
  2. Eu também era capaz de gostar, se tivesse físico para o exercício...

    ResponderEliminar
  3. Fiquei abanada com a descrição. :). Sue

    ResponderEliminar
  4. A tua guerra é mais precisamente o kê?

    ResponderEliminar
  5. Batente, caro Anónimo, batente 5*****

    ResponderEliminar

É aqui que me mandas dar uma curva