quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Às Voltas com a Língua da Sogra : Ir às compras







"Depois de nos precavermos contra o frio, a fome e a sede, tudo o mais não passa de vaidade e excesso." - Séneca

Ser Sogra não é assim toma lá, já está. Há todo um noviçado durante os anos de namoro como preparação para a tomada dos votos , votos esses que a Sogra terá obrigatoriamente que engolir  quer queira quer não, e só depende de si a sua aceitação, aplicação e desenlace futuro.


Ora isto para dizer, que a escassos meses do "point of no return", a Sogra foi às compras com a Mãe (da Sogra...) , à Baixa, para aproveitar o que ainda resta dos preços baixos de princípio de estação e compor o seu outfit de Mãe da Noiva (AKA Sogra, mas enfim...),  como manda a etiqueta.

Como já expliquei noutras paragens, a Mãe da Sogra (e as suas respeitáveis 78 primaveras) é a Consultora de Moda  do Clã, que acompanha sempre que a Família precisa de comprar algum modelito mais rebuscado do que camisolas e jeans; é a Mãe quem vê se assenta bem, se a medida é exacta, se pode ser um número diferente que ela possa alterar, etc... Faz parte da tradição familiar levar a Mãe por companhia, sempre que se vai "às compras".


A Sogra é uma criatura roliça, que sai à Mãe, sem tirar nem pôr. A Baixa é grande. Arrastar a Mãe pela Baixa a passo de caracol, é uma nóia ! ... A Sogra é uma pessoa despachada, que não pede licença a um pé para poder mexer o outro, é veloz como um hipopótamo a saltar de nenúfar em nenúfar... a sério, minha gente, a Guerra da Sogra, com todo a sua majestade e grandeza, fez da Sogra um papa léguas, capaz de palmilhar metros em milésimos de segundo, sem nunca perder a postura, sem nunca correr... Não há Mãe que a consiga acompanhar... nem Pérolas-Filhas... nem Marido... Pensando bem, acho que a Sogra descobriu porque é que ninguém gosta de ir com ela às compras...

A par dos clássicos intemporais " A Day at the Races" ou " A Night at the Opera", acreditem que este "Shopping Downtown with the Mother-in-Law's Mother" daria um filme  nonsense dos bons...

No fim , o objectivo saldou-se positivo : A Sogra terminou a tarefa agradavelmente  produzida no aspecto e bastante, muitíssimo mais aliviada na carteira.



 No fim do dia, dorida e exausta, a Sogra teve que ser assistida e confortada, mas adormenta-a o acalento do dever cumprido.




Gostava de acrescentar que a cultura consumista da Sogra é pobre,  que vai poucas vezes "às compras" e que quando o faz, escolhe o centro comercial mais próximo por uma questão de comodidade.
Não estava a Sogra preparada para o deserto que é a Baixa durante a semana. A Rua Augusta está às moscas. A rua da Prata parece uma cidade fantasma. A rua do Ouro só junto à entrada para o Elevador de Santa Justa se vislumbra o resultante movimento de turistas que diariamente fazem a subida... A Rua do Carmo, a Rua Garrett e o Chiado, ainda mexem, mas nem por isso muito...

A Sogra ficou triste e nostálgica de outra Baixa, de outros tempos...




 A Sogra tornou-se uma galinha de capoeira...




5 comentários:

  1. pássaro viajeirofevereiro 01, 2013

    E mais se vai tornar na proporção da prole que for aumentando.
    Destino de sogra, é imutável.
    BFS.

    ResponderEliminar
  2. ... (suspiro resignado)... Obrigada, BFS para si também.

    ResponderEliminar
  3. Deixaste-me melancólica.
    Tenho saudades da baixa e das ruas que mencionas.


    Já fui tão feliz na Baixa, tempo de universitária.
    Que saudades.

    Quanto a ser sogra estou a aprender contigo, a tirar umas ideias e aproveitar umas dicas.

    Thanks.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. A minha juventude foi marcada pela "Baixa", pela Brasileira,Pela Suiça, pelos Armazéns do Chiado, pelo Grandela, pela Bertrand,pela Casa Africana pelos Por-Fi-Rios... Gelado na Veneziana, Matiné no Condes, no Eden, no S. Jorge ( todos os 007) ou no Tivoli. O Wagner no S. Carlos e no Coliseu... ai ai ( ENORME suspiro)

    ResponderEliminar
  5. Então e o que anda a fazer a noviça 'sogra'?

    Por aqui tenta-se chegar ao tempo mais ameno e viramos a cara à crise, mas está dificil....

    Um beijinho

    ResponderEliminar

É aqui que me mandas dar uma curva