segunda-feira, 8 de outubro de 2012

A máquina do tempo




À falta dum DeLorean , a memória é a única e perfeita máquina do tempo que nos deixa visitar uma e outra vez momentos que foram marcos na nossa vida, que nos deixa sorrir alegrias e chorar tristezas, que nos deixa lembrar.
 A vida é um conjunto de vivências e recordações, que o tempo que passa vai deixando cada vez mais ténues…

A minha máquina do tempo não funciona a cascas de banana:  os meus álbuns de fotografias são o mais precioso combustível que a minha máquina do tempo pode ter.  Segurar uma foto na mão, é segurar o tempo que passou, é agarrar aquele segundo importante na nossa vida cuja imagem ficou imortalizada em película e impressa em papel, é prender o tempo e não o deixar fugir nunca mais.

Prendi o tempo na mão e nunca mais o larguei…..Shhhh... Não fales, não vá o tempo assustar-se e querer fugir...


Pai
Mãe












Moi même

Mano Cossaco e Menino Príncipe



















Marido, o Combatente
Menino do Olho Azul

















AQUELE DIA da nossa vida
Pérola Maior













Pérola Menor




Pérolas e Piquenos na Terra no Norte






Momentos de ontem que recordamos hoje, amanhã e sempre , e que a erosão dos anos nunca vai poder apagar.
A melancolia arranca-nos um suspiro sentido, mas também um sorriso e um até já.

Mãe , Pai e a Saudade a espreitar




3 comentários:

  1. Oh!

    Estas coisas emocinam-me.
    Tão lindo!

    Pbrigado por partilhares um pedacinho da tua vida connosco.

    Adorei!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. A nossa vida é como um bom rissol : muito recheada !!!

    ResponderEliminar
  3. Adorei!! Vidas retratadas e mantidas na memória da fotografia para a eternidade!

    ResponderEliminar

É aqui que me mandas dar uma curva