segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Aqui há gato !!!


Aqui há gato !!!


Pois há, não um, mas dois, os mariolas do costume, que me fazem maluca, e ainda me hão-de matar de susto !!!

A família, mãe pai, irmãs e avó da gataria tem andado preocupada com o Sam, desde que há cerca de 2 meses desenvolveu um episódio gastroentérico  que se previa de tratamento simples e de pouca duração, mas se revelou bem mais complicado do que as primeiras impressões mostravam.


Foi-lhe diagnosticado estômago sensível, propenso à formação de tricobezoares, e tem sido um cabo dos trabalhos conseguir desfazer as meadas, e ajudar o bicho a comer, não obstante os 150000 medicamentos e produtos que já se introduziram na sua dieta diária, incluindo a ração XPTO que trata este tipo de complicações.

O problema é que o Dean, vulgo Bola de Pelo, não está doente,  é um comilão crónico,  e apesar da dieta só lhe poder fazer bem, está sempre a pedir mais… tantas vezes o fechei no chuveiro com um miminho, com o outro a miar cá fora…

Lembro-me duma  altura em que, depois  do Sam miar estranhos e  aflitivos sons  guturais quando tentava expelir  o pelo, o Marido me ter chamado aflito, porque o bichinho tinha regurgitado uma sardinha !!! … bem… só se o Sam tivesse ido à pesca na véspera, porque eu não tinha sardinhas em casa… nem carapaus… nem sequer em lata.  A realidade é que assim de repente parecia mesmo um nojento peixe cabeçudo, e ainda custa  a crer que o pobre animal tivesse aquela coisa asquerosa no estômago.


Já melhor e recomposto, é um maluco, e ainda hoje, ajudado pelo parceiro no crime, abriram o roupeiro dos casacos e provavelmente porque encontraram  lá dentro um bichito de prata,  toca de andar aos pinotes arremessando para fora do armário tudo o que estava no caminho da sua caçada, o que eu, acabadinha de sair do banho, confundi com um poltergeist ou coisa parecida, porque ele eram mochilas, cabides, sombrinhas, secadores de cabelo, sei lá mais o quê a saltarem porta fora sem razão aparente.


Depois duma valente descompostura e de eu ter posto tudo no sítio, voltaram ao seu desporto favorito: estarem-se nas tintas para mim e preguiçarem a dormir por qualquer lado.




Pois é, por aqui há gato, ou melhor, há gatos, mas se não houvesse, seria muito mais triste…

3 comentários:

  1. Os gatos são fabulosos!!A minha era assim, louca de todo. Uma casa sem eles fica muito vazia...

    ResponderEliminar
  2. Já alguém me dizia que quanto mais coisas temos, mais chatices arranjamos.
    Gosto muito de animais de estimação. Sempre tive vários.
    Contudo, ponho-me a pensar naquela frase de que só somos verdadeiramente livres quando não temos nada a perder. Acrescento que animais de estimação incluidos pois são uma responsabilidade.
    Pergunto-me: 'Será que consegiua viver despojada e desta forma ser verdadeiramente livre?'

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. já perdi o Lucky, amigo de 8 anos, e deixou um vazio imenso... estes mariolas são uma responsabilidade, mas como diz a Miquinhas, a vida sem amigos destes, é muito vazia, por isso temos que ousar, porque se não vivemos um bocadinho "perigosamente", a vida passa-nos ao lado, e do que me resta, não quero perder nada.

    ResponderEliminar

É aqui que me mandas dar uma curva