quinta-feira, 28 de junho de 2012

Tristeza


Tristeza:

Tristeza ou desgosto é um sentimento humano que expressa desânimo ou frustração em relação a alguém ou algo. É o oposto da alegria. A tristeza pode causar reações físicas como depressão nervosa, choro, insônia, falta de apetite, e ainda, reações emocionais, como o arrependimento.





Ontem, o nosso coração sangrou. Em mais um mano a mano, os representantes das quinas no relvado de Donetsk, nadaram como uns campeões, e acabaram por morrer na praia.

Faltou-lhes a molécula de sangue lusitano que levou grandes homens a concretizar grandes feitos. Aquela molécula que correu nas veias do Viriato, do Martim Moniz, ou da Padeira de Aljubarrota, que fez destemido Bartolomeu Dias em face ao Adamastor, que estimulou os conspiradores a darem asas a Miguel Vasconcelos, ou os homens que travaram Masséna no Buçaco. Faltou-lhes um pedaço do reacionarismo do Buiça, da audácia Maria da Fonte ou do atrevimento do Salgueiro Maia.

 Faltou-lhes sobretudo sorte, mas como segundo o meu cogitar, a nossa sorte somos nós que a fazemos, verdade verdadinha é que a insegurança que cresce a cada segundo sob a pressão das grandes penalidades, foi intolerável e limitadora, invadiu-nos o receio de falhar, e falhámos na concretização

Como é habitual, nós rebuscamos o pensamento para encontrar uma justificação, uma explicação, algo lógico que nos mitigue o desgosto e desvalorize o desbarato que nos bate no peito. Lá no fundo sabemos que eles tentaram e vamos recebê-los como uns heróis - um pouco verdes - aspirando que num futuro próximo tenhamos a alegria de que finalmente se convertam nos heróis verdes e vermelhos que desejamos ardentemente quais Dons Sebastiões, dissipem de vez o nevoeiro,  e cantem finalmente o peito ilustre Lusitano.

A dormência que se apoderou do país durante quase um mês, chega hoje á Portela por volta das 5 da tarde, e a palavra crise, já démodé de algumas semanas, vai regressar em força e com tendências mais agressivas. A fugaz alegria que nos iluminou, qual balão de arraial, ardeu e virou cinzas. A fénix ainda vai demorar 2 anos a renascer. Até 2014, no Rio de Janeiro !

Levantai hoje de novo, o esplendor de Portugal !

Sem comentários:

Enviar um comentário

É aqui que me mandas dar uma curva