sábado, 2 de junho de 2012

Não é o Fim do Mundo

Com a data do solestício de Inverno a aproximar-se, somos bombardeados cada vez mais e mais , na Homepage, no e-mail, no Facebook, no cinema, na televisão -  em canais televisivos tão credíveis como o Canal História, Odissey, Discovery e mesmo o National Geographic, com as ditas profecias do Fim do Mundo.
As provas "irrefutáveis" são apresentadas pelo fim do Calendário Maya de contagem longa, ao que depois se vieram juntar as profecias Hopi, Hindu, I Ching, e até o Nostradamus.... E então o Juizo Final chegará pelo choque dum cometa, do (imaginário) planeta Nibiru, por uma tempestade solar de magnitude nunca vista, pela inversão dos polos terrestres... Tudo isto trará uma ininterrupta cadeia de terramotos , maremotos, erupções vulcânicas e outras catástrofes, que varrerão a humanidade e demais seres vivos da face da terra, se não a própria Terra do Sistema Solar, se não o Sistema Solar da Via Láctea, se não a prória Via Láctea de todo o Universo.
Penso que somos cientes que tudo o que tem um começo tem um fim. O fim da Terra e dos homens poderá eventualmente acontecer um dia, mas isso está para além do conhecimento humano.
Todo o clima de terror psicológico que se instaurou de há algum tempo a esta parte, serve apenas o propósito da fama, do negócio e do fanatismo, senão vejam o exemplo de Harold Camping , que por duas vezes em 2011 vacticinou aquilo a que chamou "Rapture", fazendo com que os seus evangélicos se despojassem das possessões materiais e , como os escolhidos de Jesus Cristo, esperassem para subir aos céus. Foi realmente o fim do mundo para quem acreditou e perdeu tudo o que tinha, muitos reformados que agora se encontram sem abrigo ou dependendo da boa vontade de outrém para terem um tecto e comida.
As pessoas são sugestionáveis a estas predições, especialmente quando são exacerbadas por fanáticos religiosos ou teóricos da conspiração, e não há dia que passe que, infelizmente, não se tenha conhecimento que um adolescente, ou uma dona de casa com 3 filhos, foram encontrados mortos, tendo tirado a própria vida, por não aguentarem o sofrimento por antecipação.
É ultrajante e desumano, aproveitarem as fraquezas das pessoas para os 15 minutos de fama ou negócios de milhões.
Cabe-nos a nós, os que pensam com clareza,  sermos práticos e termos a frieza necessária para remar contra a estupidez, a credulidade , a histeria e a loucura : Pesquisar, elucidar, ensinar, acalmar ,  fazer as pessoas entenderem que, como acontece todos os anos,  quando chega o dia 31 de Dezembro, acaba um calendário, e começa um novo logo no dia imediato e que todos, mas todos os anos em Dezembro acontece um Solestício...
 Se conseguirmos ajudar 1 pessoa a chegar a 01/01/2013 em paz e harmonia consigo e com o Mundo, a ver aquele dia como mais um dia ano novo, e  o primeiro dia de um novo calendário, já fizemos algo grandioso. Está escrito no Talmud que "Aquele que salva uma pessoa, salva o Mundo inteiro"... todas as religiões têm as suas pérolas de sabedoria.
Depois é não parar de levar o barco a bom porto, até ao próximo solestício de Inverno em Dezembro de 2013...

1 comentário:

  1. Gostava de acrescentar que os cáculos de harold camping se baseiam em projecções actuais de ciclos lunares e de calendários gregoriano e Hebreu, aplicadas sob forma de fórmula á Bíblia.
    Nibiru é um produto da mente de Zecharia Sitchin, que defende a teoria de que os deuses eram na verdade astronautas.
    Quanto ao calendário Maya, os vários milhões de Mayas que ainda habitam as américas central e do sul, permitem-se discordar de todo este absurdo.

    ResponderEliminar

É aqui que me mandas dar uma curva