quarta-feira, 27 de junho de 2012

Agarra, que é LADRÃO !!!!


Ladrão :

1.pessoa que toma para si objetos que a sociedade considera de outrem

2.pessoa que tenta jogar fora das regras

Ladrão - Do latim latrones, assassinos de estrada. Eram os soldados mercenários da escolta imperial romana. Vinham ao lado (latus, lateris), por isso latrones, do imperarador.

Nota: Esta é a mais antiga palavra do reino de Portugal, o primeiro registro data de 1059.



Para quem possa pensar que vou escrever sobre o estado da nação e a governação do país, lamento, mas não iria conseguir ser precisa em poucas palavras. Os Ditos & Escritos não têm pretensão a enciclopédia nem quero plagiar a “Crónica dos Bons Malandros” do Mário Zambujal.

  
Vou tecer apenas algumas considerações sobre os ladrões no sentido material de meterem a mãozinha no alheio. São cada vez mais, e cada vez mais uma praga da sociedade praticamente impossível de combater. Como se não bastasse os que por cá abundam, temo-los “importado” com frequência, principalmente dos países de Leste, de onde vêm licenciados com distinção na arte do furto.

Trabalham normalmente em equipas de 3 elementos, em que o primeiro é o batedor: reconhece terreno e anota os pontos estratégicos com fraquezas , expostos a potenciais ataques. Os outros dois parecem vulgares turistas , com óculos, mochilas, bonés e mapas (mas sempre com uma qualquer alteração fisionómica em relação á última visita aquele lugar), que em fracções de segundo se apoderam do alvo, e desaparecem como por magia. Possuidores duma técnica, em que funciona o “escondido á vista do mundo”, creio veementemente serem capazes de furtar uma dentadura de ouro durante a refeição duma incauta vítima, sem que a mesma de tal se apercebesse.

Alertadas as autoridades sempre que necessário, constato que os nossos agentes são um primor em raciocínio. Informados que pela descrição é possível que se trate do mesmo bando que pontualmente opera na zona, perguntam-me se os reconheço, “ por que é que não os prende?”- como se  de entre de mais de 1000 caras por dia fosse fácil identificar os gatunos . Se trouxessem um Pin na lapela a dizer “Ladrão!”  ou um boné I Your Purse  ajudava, mas não será esse o trabalho deles, agentes da autoridade, que por mais de uma vez acompanharam ao posto de polícia potenciais ladrões , paticamente apanhados em flagrante, pediram-lhes a identificação, e uma hora depois encontramo-los cá fora a fazer a mesma coisa?

Com do desemprego a crescer em despique com a inflação, não é de admirar que este tipo de criminalidade aumente nem que as autoridades se sintam impotentes para a travar. Mas como é nosso dever de português consumir produtos nacionais, sempre que estivermos para ser assaltados, não nos podemos esquecer de pedir aos nossos salteadores um comprovativo da cidadania nacional. Afinal, o que é Nacional, é Boom !!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário

É aqui que me mandas dar uma curva