terça-feira, 12 de junho de 2012

Chocolate, um pecado e um bom bocado...


Descrição :

O chocolate é um alimento feito com base na amêndoa fermentada e torrada do cacau. A sua origem remonta às civilizações pré-colombianas da América Central. A partir dos Descobrimentos, foi levado para a Europa, onde se  popularizou, especialmente a partir dos séculos XVII e XVIII. Contudo, em função das necessidades climáticas para o cultivo do cacau, não é possível o seu plantio na Europa e por isso as colônias americanas de clima tropical húmido continuaram a fornecer a matéria-prima. Atualmente os maiores produtores estão na África Ocidental.


Já lá vai o tempo em que se dizia que gordura é formusura, e que mulheres magras são como tábuas de engomar ou paus de fio com pernas. Hoje a gordura traz associados nomes tão encantadores como colesterol, triglicéridos e diabetes, entre outros igualmente ternurentos, que viram a nossa vida de pernas para o ar e nos trazem num sofrimento constante.

Comer é um dos maiores prazeres da vida e para pessoas que, como eu, gostam de se oferecer um mimo aqui e ali e dar verdadeiros momentos de puro  êxtase às papilas gustativas,  aquela máxima que diz que “‎5 minutos de prazer... uma vida inteira nas ancas...” é o arquétipo  da crua realidade.

Deus tentou Eva com uma maçã. Quem é se tenta com uma maçã ?? Quem  que saliva e se derrete à vista duma Red Starking, duma Granny Smith, duma Golden ou duma Reineta Parda ?!?!  Pelo visto, só a Eva, que seguramente  pouco conhecia da vida fora do paraíso, e provavelmente nunca ouvira falar em CHOCOLATE.

Pois é… melhor do que um bom chocolate, só dois chocolates supimpas!  O chocolate é um mundo de puro prazer, de incomparável deleite. É fonte de inesgotável energia, estimula os sentidos e favorece a circulação sanguínea cerebral, e  a presença de substâncias antioxidantes (flavonóides) ajuda a combater os radicais livres, que em excesso, comprometem o bom funcionamento do organismo e aceleram o envelhecimento. Nesse quesito, o chocolate preto supera em muito o chá verde, também muito consumido pela sua potencialidade antioxidante. O chocolate estimula sensações de prazer, bem-estar e faz nosso corpo liberar a serotonina, uma substância que pode ser considerada a "hormona da felicidade”.

O que compromete todos os benefícios da ambrósia negra é a velocidade normalmente desregrada com que a consumimos e também o modo viciante como a consumimos. Todas as vantagens  do chocolate para o organismo humano, particularmente o feminino, se perdem em bolos, pudins, mousses, tartes, gelados… mil e um doces prazeres, que pela vida sedentária, stress e alimentação desregulada se acumulam em pontos localizados, tornando os nossos momentos de sonho confeitado,  em verões de pavor. Quanto  mais calor faz, menos roupa se veste e mais acentuada se torna a silhueta. A linha torna-se curva e o pensamento salta de imediato para o mau funcionamento da secadora, que fez certamente a roupa encolher um número ou até dois.

Para ir a banhos com uma aparência no mínimo aceitável, a solução é recorrer aos serviços do ginásio mais próximo, onde sofremos e suamos as estopinhas para cabermos nas roupinhas de verão, sempre com uma garrafa de 1,5l de água e uma caixa de Mon Chéri dentro do saco…

É nesta altura que o pensamento foge para as imagens de Eva, com o seu corpinho escorreito, a trincar a sua maçã e a rir a bandeiras despregadas das minhas pregas de celulite…

Sem comentários:

Enviar um comentário

É aqui que me mandas dar uma curva