sábado, 16 de junho de 2012

Born to be Wild


O princípio :
 Em 1903, na pacata cidade de Milwaukee, no estado norte-americano de Wisconsin, dois jovens resolveram instalar um motor num quadro de bicicleta, com a intenção de se locomover mais rapidamente e mais comodamente nas subidas. Estes dois jovens foram Arthur Davidson e William S. Harley, respetivamente escultor e desenhista, que se lançaram numa arriscada união que se veio a tornar no símbolo do Sonho Americano.


O dia de hoje , começou antes do sol nascer, como tantos outros dias em que vou trabalhar de manhã. Depois de ter cessado funções ontem, ou melhor, já hoje depois da meia noite, e não ter tido mais do que um par de horas de sono, a disposição não era das melhores , e estava muito longe de estar fresca que nem uma alface.
                                  A rotina não me deixa muito ao acaso e depois duma bomba de café, já consigo ver cor ao meu redor. Começo os meus afazeres mecanicamente, a trautear a Construção, respiro fundo e fecho os olhos para me concentrar e interiorizar o facto de que vou ser interrompida N vezes e que o telefone vai tocar N ao quadrado. Sei que sou diligente e que consigo  levar as tarefas burocráticas a bom cabo,  o mais rapidamente possível. Sou prevenida : gosto de me antecipar e preparar, para não ter que entrar em stress mais tarde; normalmente os meus intentos nesta matéria são constantemente  frustrados, mas vale sempre a pena tentar.

Metade da manhã passada, com tudo a correr espantosamente sobre rodas, no meio duma das minhas habituais rondas , vejo-me subitamente rodeada por um mar de cabedal negro, onde brilham miríades de pins dourados e outros multicolores; maravilhosos coletes bordados com asas, águias e chamas alaranjadas, onde se lia “Live to Ride, Ride to Live”. Na rua, as máquinas paradas lado a lado , eram o alvo da atenção de todos os transeuntes, turistas , moradores, e até passageiros de eléctricos ou autocarros, que mesmo longe do seu destino, desciam de propósito para ver.

Eram Easy Riders, eram Classicos e eram assombrosos   modelos recentes, mas resumiam-se a duas palavras mágicas : Harley Davidson.

Sorri de satisfação ; nunca tinha visto tantas máquinas tão fantásticas juntas, nem tantos motards tão a rigor, tão Hell’s Angels, tão Outlaws, tão Sons of Anarchy... Adorei , foi fantástico !! Simpáticos, alegres, com as suas tranças, rabos de cavalo e bandanas,grandes barbas e bigodes, muitos deles já grisalhos e  a maioria mulheres,  pousaram para fotos com uma bonomia pouco reconhecida a gangs de motards; estes foram espectaculares!!  Depois da prova e da visita a que se tinham proposto,  e de mais meia dúzia de flashadas, partiram em grande estilo, em direção a Cascais, onde se irá realizar o 21º European H.O.G. Rally, esperando-se mais de 10.000 Harlistas vindos de toda a Europa.

Foi uma manhã “ On the Road with Peter, Dennis and Jack”, e dei por mim a trautear Steppenwolf para com os meus botões  e a imaginar a minha caricatura de biker, se eu tivesse nascido estilo Born to be Wild. Não pude deixar de rir , rir muito e incontrolavelmente.

2 comentários:

  1. Hi friend :) I like your blog :) I use translator because I'm from Poland :) yeea... BORN TO BE WILD :) Invite you to my site :) Yours!! :)

    ResponderEliminar
  2. Thank you !! I'll visit your site for sure !!!

    ResponderEliminar

É aqui que me mandas dar uma curva