terça-feira, 29 de maio de 2012

Hoje é primeiro dia

É bom falar, mesmo quando não há ninguém para nos ouvir. Adoro a minha hora de slêncio, quando chego a casa cansada , e a casa dorme. Palmilho as salas ás escuras com a difusa luz do luar a entrar pelas janelas imensas. Como diz o outro, sono, é coisa que não me assiste. Então vou para a janela das traseiras, a 4ª a contar vinda do céu, e vou contar aviões. Ocasinalmente passa alguém na rua , mas eu sou invisível aquela hora. Que bom ! Ver gente cansa. Ouvir muita gente desespera. É por isso que o melhor som do mundo é o som do silêncio. Hoje contei carneiros, fiz contas de somar e de sumir, sorri, falei , barafustei, vi um leão, um poltrão, um calão, e mais do que um parvalhão, discuti e encerrei a discussão. Hoje , como todos os dias, pensei naquele lugar onde eu e meia dúzia de livros poderiamos ser felizes pelo menos por uma semana, e sorri aquele sorriso de 2ª feira, tão sem graça.

E porque amanhã é já daqui a pouco, encosto a janela e esperguiço-me .

2 comentários:

  1. BOA amiga! Finalmente criou o seu blog. Aviso desde já que serei uma fiel seguidora. Gosto muito da maneira como escreve. Tem jeito, sim senhora. As palavras, fluem, naturalmente, com verdade e sentimento. Gosto. Parabéns pela iniciativa. bjs

    ResponderEliminar
  2. Baby steps... Devagarinho para ver se corre bem... Obrigada pelo apoio. Beijinhos

    ResponderEliminar

É aqui que me mandas dar uma curva