terça-feira, 29 de maio de 2012

Ler... uma prática saudável

Gosto de ler. Não leio tanto como gostaria. Tive a paciência de ler a autobiografia da Hillary Clinton ( Eng.) e gostei... ler noutras línguas é fixe, estimula o cortex cerebral e põe os neurónios aos pulos. Pode parecer pueril, mas li os Harry Potter TODOS em inglês , o que foi o maior desafio de todos, porque estamos muito menos familiarizados com os os anglicismos do que com os americanismos. Gosto mais de prosa do que poesia. Tive que ler Shakespeare e Thomas Moore no Liceu ( antigamente era a doer) , e como a professora era um tanto estranha, também lemos Chaucer, e claro está , os clássicos Shelley e Byron... e Oscar Wilde.´, por quem a dra. tinha um carinho especial.
Tenho dois poetas de eleição : James Joyce e Robert Frost. Este é um dos meus poemas favoritos

"Whose woods these are I think I know.
His house is in the village, though;
He will not see me stopping here
To watch his woods fill up with snow.
My little horse must think it queer
To stop without a farmhouse near
Between the woods and frozen lake
The darkest evening of the year.

He gives his harness bells a shake
To ask if there's some mistake.
The only other sound's the sweep
Of easy wind and downy flake.

The woods are lovely, dark and deep,
But I have promises to keep,
And miles to go before I sleep,
And miles to go before I sleep

Ler é O maior prazer... pena que não faça emagrecer... rimou !!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário

É aqui que me mandas dar uma curva